42 anos depois, “Rumours”, clássico álbum do Fleetwood Mac, volta ao top 10 dos EUA

“Rumours”, o clássico e ultra bem-sucedido álbum que o Fleetwood Mac lançou em 1977, voltou ao top 10 dos EUA, graças a um vídeo que viralizou no TikTok. O clipe feito pelo skatista Nathan Apodaca – com ele “brisando” ao som de “Dreams” – se tornou um fenômeno, rendendo muitas paródias e homenagens em uma ação que acabou beneficiando também a banda.


“Rumours” foi o segundo álbum do FM feito com a dupla de americanos Stevie Nicks (autora de “Dreams”) e Lindsey Buckingham que, quase que milagrosamente, conseguiram reviver a marca FM como transformá-la em uma máquina de gerar dinheiro.

A banda surgiu na Inglaterra nos anos 60 e começou como um grupo que tocava blues ortodoxo, liderada pelo guitarrista Peter Green, morto em julho passado. Mais curioso ainda é a banda ter sido batizada a partir dos nomes do baterista (Mick Fleetwood) e baixista (John “Mac” McVie), já que os dois foram as únicas pessoas constantes em uma banda que já teve mais de 15 membros.


Com a saída de Green em 1970 depois do terceiro disco, a banda passou por um longo período de incerteza lançando seis discos que fizeram pouco sucesso, apesar de todos trazerem bons momentos. Tudo mudou com a chegada dos ex-namorados Nicks e Buckingham, que revitalizaram o som do grupo, ao lado da tecladista Christine McVie, que também desabrochou como compositora. O primeiro disco dessa formação, “Fleetwood Mac” de 1975, foi o chamado “sucesso de lenta combustão”, aquele disco que foi estourando aos poucos até se tornar um fenômeno.

Ainda assim era difícil imaginar que eles fariam um “monstro” do tamanho de “Rumours” que foi, por algum tempo, o álbum mais vendido da história dos EUA e, ainda hoje ocupa um posto único na indústria fonográfica – o de trabalho que vendeu mais de 20 milhões de cópias. acima dele apenas os Eagles (com a coletânea “Greatest Hits” e “Hotel California”), Michael Jackson (“Thriller”), AC/DC (“Back In Black”) e o Led Zeppelin com seu quarto disco.


“Rumours” está na sétima posição na parada desta semana, tendo vendido o equivalente a 33 mil cópias, a maioria advinda de seu desempenho nos serviços de streaming musical. O disco passou 31 semanas não consecutivas no número 1 em 1977 e 1978 e apareceu pela última vez no top 10 em fevereiro daquele ano, no décimo lugar. Rock  e pop de primeira qualidade para essa rapaziada que só ouve o que é modinha…