@ Será o fim? Mick Fleetwood se abriu sobre o futuro do Fleetwood Mac, admitindo que os ícones do rock irão eventualmente encontrar “uma maneira elegante de dizer adeus”.

Mick Fleetwood

O famoso grupo sofreu com muito drama nos últimos anos, inclusive com o guitarrista Lindsay Buckingham sendo demitido pela banda em 2018 e substituído em turnê por Mike Campbell, do Tom Petty And The Heartbreakers, e Neil Finn, do Crowded House.

Mas Mick Fleetwood deu aos fãs uma nova esperança de uma reunião no mês passado, quando revelou a reconciliação com Buckingham mais uma vez. Em uma nova entrevista para o The Times, Fleetwood disse: “Eu realmente gostei de ter me reconectado com Lindsey, que foi gentil e aberto. E nós dois temos sido maravilhosamente honestos sobre quem somos e como chegamos até aqui.

Sobre uma possível reunião, ele explicou: “Coisas estranhas podem acontecer. Eu vejo o Fleetwood Mac como uma grande família. Todos desempenham um papel importante em nossa história, até mesmo alguém como o guitarrista Bob Welch [do início dos anos 70], que era formidável e às vezes é esquecido.”

E acrescentou: “A posição de Lindsey no Fleetwood Mac, por razões óbvias, nunca foi esquecida e nunca deve ser esquecida.Minha visão das coisas que podem acontecer no futuro é muito abrangente. Eu adoraria pensar que a reunião poderia acontecer? Sim. Adoraria pensar que todos nós poderíamos ser curados e também respeitar as pessoas que estão na banda, Neil Finn e Michael Campbell”.

E mesmo com o retorno de Buckingham ainda não estabelecido, Fleetwood espera que a banda tenha a chance de se apresentar mais uma vez depois que a pandemia do coronavírus acabar.
“Todos nós ficamos chocados com o fato de que a vida pode mudar tão rapidamente, mas você está falando com o cara que nunca desiste. Ainda somos uma banda. Não terminamos”, disse ele.

“E aqui estamos. Espero que possamos fazer algo com dignidade, que faça sentido para todos nós e que haja vontade de seguir em frente. Na história do Fleetwood Mac, a última turnê não era para ser a última turnê. Se isso ficar claro – e poderia – espero encontrar uma maneira elegante de dizer adeus. Porque uma coisa que todos nós aprendemos com Fleetwood Mac é que nada é definitivo.”

Esperamos, que os últimos grandes shows venham! E que possamos ver esse super grupo de novo, tocando e encantando. Que assim seja!