A Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, divulgou nesta quarta-feira (10/02) o novo cronograma de ações de imunização contra a Covid-19. Na chamada semana 4 estão sendo vacinados os profissionais de resgate do Corpo de Bombeiros que atuam no município, profissionais de Saúde da rede municipal com idades acima de 60 anos, pessoas entre 95 e 99 anos e, quando este contingente for encerrado, pessoas entre 90 e 94 anos. 

Os idosos com mais de 90 anos serão vacinados em casa pelas equipes da Secretaria de Saúde. Para isso, é necessário apresentar documento de identidade, CPF, o Cartão Nacional do SUS (CNS) e comprovante de residência (quando não cadastrado no sistema municipal).  

Outros grupos

Segundo a subsecretária de Saúde, Solange Oliveira, a ação irá avançar na vacinação de outros profissionais de Saúde, que não estão necessariamente na linha de frente do tratamento da Covid-19, mas que também estão eventualmente expostos nas suas atividades diárias, como os profissionais que atuam em área administrativa, segurança ou apoio em unidades que atendem a pacientes com Covid-19. 

“Também avançaremos no grupo dos “super idosos”, aos quais garantiremos a imunização daqueles maiores de 90 anos nas próximas 3 semanas, com a chegada de novas 1.250 doses de Coronavac”, afirma a subsecretária de Saúde do município, Solange Oliveira. 

Garantia da segunda dose

O cronograma também inclui a aplicação da segunda dose em quem já recebeu a primeira, como é o caso dos indígenas da cidade – que receberam o imunizante também nesta quarta-feira (10/02). “Maricá segue à risca as diretrizes Nacional e Estadual dessa campanha de imunização. Diferentemente de outros municípios, não está antecipando etapas sem antes garantir a reserva da segunda dose  do imunizante e a completa vacinação dos grupos prioritários da primeira fase”, completou Solange.   

Já os profissionais do Corpo de Bombeiros serão vacinados na própria instituição que atuam. Para receberem a dose, é necessário apresentar CPF, número do conselho de classe e registro no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) encaminhado pelas instituições de saúde do município. A meta é imunizar os oito profissionais que atuam no serviço de resgate.  

No caso dos profissionais de Saúde da rede municipal com mais de 60 anos de idade, o planejamento será determinado pela secretaria, de acordo com a disponibilidade das doses recebidas. Os documentos necessários são os mesmos exigidos à categoria anterior. O objetivo é atingir os 100 profissionais que atuam na rede municipal. 

Aos demais grupos, o planejamento será determinado pela Secretaria de Saúde, de acordo com a disponibilidade das doses recebidas. Havendo o imunizante, o cronograma prevê a continuidade ainda com grupos da Saúde nas semanas subsequentes.