Paulo Bagueira*
PauloBagueira ThiagoLontra 06 08 192B252812Bde2B12529 O exemplo de Niterói
Desde o início do combate ao coronavírus, as medidas de
restrições aplicadas por governantes em todo o mundo – tendo como base estudos
científicos –, têm se mostrado eficientes na tentativa de conter a pandemia da
doença. No Brasil, Niterói segue à risca o protocolo imposto pela Organização
Mundial de Saúde (OMS). Não por acaso as ações de proteção da prefeitura
acabaram fazendo a cidade se tornar referência no país e reconhecida até no
exterior no combate à doença.
Entendendo que a pandemia não é somente um fenômeno de
saúde, mas também social e econômico, o governo vem resguardando ao máximo à
população, pois sem uma abordagem integrada seria muito difícil ter êxito nesse
cenário. Exemplo dessa dedicação é que Niterói foi uma das primeiras cidades do
país a iniciar o teste em massa para diagnosticar o Covid-19. Na prática, isso
facilita a identificação dos contaminados e minimiza a propagação do vírus,
pois ao encontrar um possível vetor, a quarenta passa a ser imediata. Isso é
algo de suma importância, pois há tempos temos a chamada transmissão
comunitária.
Como prevenção, houve reforço da vacinação contra gripe,
distribuição de kits de higiene em comunidades carentes e a manutenção da
fiscalização dos espaços públicos para evitar aglomerações. Neste ponto, aliás,
novas medidas foram impostas, prevendo, inclusive, aplicação de multa de R$ 180
em caso de descumprimento. Foram distribuídas ainda cestas básicas para
famílias de alunos da rede pública de ensino, realizada a sanitização das ruas
da cidade e criado o canal “Alô, Idoso”, que é uma forma de transmitir palavras
de conforto para pessoas da Terceira Idade nesse período de isolamento.
Já para a economia, foi feita a abertura de uma de linha de
crédito; concedida ajuda aos microempreendedores no valor de R$ 500, por três
meses, e efetuado o pagamento de um salário mínimo para até nove funcionários
de empresas que não realizarem demissões por seis meses. Todo esse movimento
ajuda a conscientizar a maior parte da população da necessidade da quarentena.
Sabemos que tudo vai passar, mas é necessário continuar tendo respeito e amor
ao próximo nessa empreitada.
* Paulo Bagueira é
deputado estadual pelo Solidariedade.