Prefeito2Bde2BNiter25C325B3i2Brealizou2Ba2Bentrega2Bdo2BCanto2Bde2BItaipu2Brenovado2B25C325A0s2Blideran25C325A7as2Bcomunit25C325A1rias2B 2Bfoto2BLuciana2BCarneiro Canto de Itaipu de cara nova
Estrutura renovada conta com paisagismo, praça de eventos, rampa de
acessibilidade ao banho de mar e edificações de apoio para a atividade
pesqueira



O Canto
de Itaipu está de cara nova: a Prefeitura de Niterói entregou na última
quinta-feira, dia 25 de junho, o resultado da requalificação urbana completa do
local. Após sete meses de trabalho, a área próxima à praia, na Região Oceânica,
recebeu restauração paisagística, com a organização dos estacionamentos. Além
disso, o local ganhou uma praça de eventos, uma rampa com acessibilidade ao
banho de mar para as pessoas com dificuldades de locomoção, deck de madeira,
além da construção de pequenas edificações de apoio para a atividade pesqueira.

O%2Blocal%2Bconta%2Bagora%2Bcom%2Brampa%2Bde%2Bacessibilidade%2Bao%2Bbanho%2Bde%2Bmar%2B %2Bfoto%2BLuciana%2BCarneiro Canto de Itaipu de cara nova

Na ocasião, o prefeito Rodrigo Neves ressaltou que a renovação contribuirá para
fomentar e desenvolver a economia local.


“Esta obra possibilitou um melhor ordenamento do espaço público, evidenciando
ainda mais o patrimônio local, aumentando as potencialidades turísticas e
valorizando a cultura pesqueira tradicional nesta região, além de ser um
projeto que priorizou a questão da acessibilidade, com inclusão social”,
enfatizou Rodrigo Neves.

O processo de intervenção teve a participação dos moradores, comerciantes,
pescadores e agentes do patrimônio histórico cultural. O projeto foi
desenvolvido pela Secretaria Municipal de Planejamento e Modernização da Gestão
(Seplag), por meio do programa PRO-Sustentável da Região Oceânica Sustentável,
e contou com investimentos da Cooperação Andina de Fomento (CAF), no valor de
R$ 1,9 milhão.

104706102 3026739620774034 553598796918594430 o Canto de Itaipu de cara nova

Com a conclusão desta segunda etapa do projeto, foram entregues três pequenas
edificações de apoio para a atividade pesqueira, que conta com a participação
da Coordenação da Economia Solidária. A secretária municipal de Assistência
Social e Direitos Humanos, Flávia Mariano, e o coordenador regional da Região
Oceânica, Rubens Branquinho, participaram da entrega da segunda fase das obras
e explicaram as iniciativas que já estão sendo estudadas para o uso destes espaços.

“Vamos buscar a parceria de instituições como o Sebrae para a realização de
cursos de capacitação e fomento dos comerciantes e pescadores”, disse Rubens
Branquinho. “Através de ações da Economia Solidária, nosso objetivo é a
inclusão de todos os setores, com a realização de reuniões, palestras e cursos.
Estaremos atuando aqui com uma equipe da assistência social orientando,
apoiando e esclarecendo possíveis dúvidas”, acrescentou Flávia Mariano.
A presidente da colônia de pescadores Z7, Lidiane Vieira, lembrou que as
melhorias eram uma antiga reivindicação dos pescadores e moradores da região.
“Estamos muito gratos com esta obra. Será uma forma de recomeço para nos
organizarmos, um incentivo para todos nós pescadores, moradores e visitantes”, afirmou
Lidiane.