Como2Bj25C325A12B25C325A92Btradicional252C2BJorginho2Bdo2BImp25C325A9rio2Bencerrou2Ba2Bsess25C325A3o2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Jorginho do Império e Grupo Linha de Frente
(fotos Luana Dias)
Ala2Bdos2Bcompositores2Bda2BMangueira2B 2Bintegra25C325A725C325A3o2Bcom2Bo2Bcarnaval2Bdo2BRio2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Ala dos Compositores da Mangueira
Com
realização da Câmara de Vereadores de Niterói, diversas personalidades
receberam das mãos do presidente daquela casa legislativa, Paulo Bagueira, o
troféu Ismael Silva, fundador da 1ª escola de Samba do Brasil, a “Deixa
Falar”, marcando assim os 100 anos de gravação oficial do 1º samba.
A sessão especial aconteceu no dia 6 de fevereiro, e contou com
a presença de duas netas do compositor Ernesto dos Santos, o popular Donga, que
gravou o samba “Pelo Telefone”, considerado pelos historiadores como
marco da história do gênero no país. Marcia Zaíra dos Santos Pimentel
representou a sua mãe, historiadora e museóloga, dona Lygia, filha do
compositor e Sonia Regina representou Vó Maria, viúva de Donga falecida em
2005. As duas foram uma das 19 personalidades homenageadas com o troféu Ismael
Silva e o Diploma Vereador Carlos Alberto Magaldi pelo trabalho que desenvolvem
na preservação da memória e divulgação do popular gênero musical.
Diretores2Bde2Bbateria2Bdas2Bescolas2Bde2BNiter25C325B3i2Btamb25C325A9m2Bforam2Bhomenageados2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Diretores de bateria das escolas de Niterói
Foram convidados a
compor a mesa da plenária pelo presidente da Câmara, Paulo Bagueira, o
jornalista Mário Dias, editor do CASA DA GENTE, o presidente do Clube Canto do
Rio, Rodney Melo, o ex-deputado estadual, Silvio Lessa, o vereador Alberto
Iecin, Betinho, o presidente da UESBCN, André Nogueira, Leandro Magaldi, filho
do ex-vereador Carlos Magaldi, além do ex-vereador Renatão do Quilombo. Pelo
terceiro ano consecutivo o evento foi animado pelo grupo Linha de Frente. 
DSC 0049 Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Mesa que presidiu a plenária
“Foi uma noite
memorável onde a alegria e descontração reinou. Mas a emoção se fez presente,
principalmente na lembrança de dois homens que foram muito importantes para o
carnaval de Niterói. O vereador Magaldi e o fundador da Cubango, Ney Ferreira.
A Câmara agradece a todos que participaram com o seu talento para
fazer essa noite memorável”, disse o presidente da Câmara de Niterói,
vereador Paulo Bagueira.
A solenidade também
contou com discursos sobre a importância do carnaval de Niterói e um maior
apoio aos artistas da cidade. O jornalista Jourdan Amora lembrou que desde a
década de 70 defende a construção de um sambódromo em Niterói “Antes de Brizola
construir o sambódromo do Rio, fazíamos campanha para que a cidade tenha um
local apropriado para as escolas desfilarem”, disse.
Plen25C325A1ria2Blotada2Bpara2Bhomenagem2Bao2Bsamba2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Plenaria lotada
Já Marquinhos
Diniz, filho portelense, Monarco e que adotou Niterói para morar há mais de 20
anos, foi também um dos homenageados e destacou a resistência do samba na
cidade. “Enquanto muitos municípios do Brasil, principalmente no Estado do Rio,
em 2017 não farão carnaval, alegando crise, Niterói mostra que o verdadeiro
carnaval é aquele criado por Ismael Silva, na rua, o do autêntico folião”,
finalizou.
Monica2BMac2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Monica Mac recebe troféu de Leandro Magaldi
Andrea Beat e o
Trio Pandeiro de Ouro, os irmãos Pizzoti e Jorginho do Império; as cantoras
Monica Mac, Tânia Malheiros e Maryza Alfaia complementaram a lista de artistas
homenageados. A família de Ney Ferreira, através do seu filho Thiago, recebeu
também o troféu Ismael Silva, além do o produtor musical Léo Pacheco. O
presidente Paulo Bagueira homenageou, ainda, o presidente da Liesa (Liga das
Escolas de Samba do Rio de Janeiro), Jorge Castanheira.
Tania2BMalheiros2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Tania Malheiros, acompanhada por Marcia Zaíra e Sonia Regina
Cantora2BMarysa2BAlfaia2Bsoltou2Ba2Bvoz2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Marysa Alfaia 
A Ala dos
Compositores da Mangueira recebeu a homenagem por iniciativa do vereador Paulo
Eduardo Gomes. A União das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de
Niterói (UESBCN) entregou o Diploma Ney Ferreira aos dirigentes e mestres de
bateria das escolas de Niterói. O evento terminou com uma roda
de samba puxada pelo cantor Jorginho do Império, filho de Mano Décio
da Viola e por integrantes da Ala dos Compositores da Estação Primeira da
Mangueira.
Momento2Bde2Bemo25C325A725C325A3o2B 2Bfam25C325ADlia2Bde2BNey2BFerreira252C2Bfundador2Bda2BCubango252C2B2Bem2Bhomenagem2Bp25C325B3stuma2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Emoção: família de Ney Ferreira, fundador da Cubango, em homenagem póstuma


PARCEIROS DA
CULTURA
Jer25C325B4nimo252C2Bdo2BPonto2BJovem2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Jerônimo, do Ponto Jovem
Na mesma ocasião, foram homenageados e muito
aplaudidos os empresários
Jerônimo Sousa, do Ponto
Jovem;
Paulo Oliveira, o popular Paulo Tenente, e Mario
Martins, do Caneco Gelado,
pelo incentivo na criação de
blocos e atividades carnavalescas em Niterói.
Mario2BMartins252C2Bdo2BCaneco2BGelado252C2Bao2Blado2Bda2Besposa Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Mario do Caneco Gelado
Ex-proprietário do Chalé e atualmente do Ponto Jovem,
na Zona Sul de Niterói, Jerônimo Sousa destaca-se pelo apoio à criação do
Réveillon da praia de Icaraí, Bloco da Piranhas, Banda de Icaraí e vários
eventos. “Sou um português que desde 1967 adotei o Brasil também como
minha pátria, serei sempre parceiro das boas coisas na minha cidade”,
disse Jerônimo, que estava acompanhado de uma de suas filhas.
Já o Caneco Gelado do Mario, no Centro de Niterói, segue
como reduto de produtores, prefeitos e diversos seguimentos, tratando de
recreativismo.  “O Mario Caneco, há
mais de 40 anos é uma casa aberta ao povo, sempre incentivando a cultura”,
declarou Mario Martins, que estava acompanhado da esposa.
Paulo2BTenente2Brecebe2Bhomenagem2Bdas2Bm25C325A3os2Bde2BPaulo2BBagueira2Be2Bo2Bfilho2Bdo2Bvereador2BMagaldi2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os 100 anos de Samba: Câmara de Niterói cria troféu Ismael Silva
Paulo Tenente
 Paulo Tenente comanda
o Estaleiro Equipemar, e  presidiu aos 20
anos a escola de samba Leão de Iguaçu. Ele também já foi diretor de carnaval da
Beija-Flor de Nilópolis,  integrando e
apoiando atualmente da Unidos do Viradouro, onde sua filha “Dandara” já
foi rainha de bateria e hoje se integra a diretoria.
O empresário declarou emocionado:
“Vocês todos são minha grande família, sou um lutador, trabalhando com irmãos e
faço questão de registrar, sou amante do samba”.

Tagged: , ,