FOTO2BN25C3259AMERO2B1 Coluna Sintonia Cultural - Março 2017
Por Fábio Hartmann

“Luz de mansinho e suave langor”
Vê o céu no lago azul,
O contraste do verde e vermelho,                    
Numa fotossíntese sem dor.

A mulher, o cisne e a canoa flutua,
Entra nas águas, céu refletido
minhas mãos buscam harmonia,
muito manso está o mar,

Enquanto eu vejo o palco colorido,
Três cores da visão da vida o vermelho,
Azul e verde, e as nuvens leves,
transmutam meu ser, minha retina, 
Espelho…” (Paulo Alves)

FOTO2BN25C3259AMERO2B2 Coluna Sintonia Cultural - Março 2017A
minha sensibilidade me conduziu a iniciar essa edição com a obra de arte e sua
poesia, desse ícone das artes plásticas Paulo Alves. Genuinamente gonçalense,
iniciou a sua vida artística fazendo artesanatos para blocos carnavalescos,
máscaras, carões, capacetes, tudo em papel, usando forma de barro. Aproveitando
de sua formação emdesenhista mecânico, onde aprendeu  trabalhar em perspectiva, partiu para a pintura
realista paisagista, encontrando instintivamente o seu hobbie.
 Protagonista
de várias exposições em São Gonçalo, São Pedro da Aldeia. Exposições itinerantes
com a Universidade Federal Fluminense ( UFF), Banco Real e etc., convivendo com
vários artistas pelo Brasil a fora foi desenvolvendo várias técnicas. Estudioso
da relação das cores com o ser humano, criando a Arte da Psicologia da
Percepção usando isopor e cores.
FOTO2BN25C3259AMERO2B3 Coluna Sintonia Cultural - Março 2017“A noite não é feia, pois acalma.
A noite é o símbolo do silêncio,                          
Pois é ai que vemos melhor, não,
Na reflexão do passado, mas apenas,
As lembranças do dia anterior.” ( Paulo Alves)
FOTO2BN25C3259AMERO2B4 Coluna Sintonia Cultural - Março 2017

“Noite
triste para o moribundo                             

Na solidão de um quarto vazio      
Na imagem de um sonho.” (Paulo Alves)  

Paulo
Alves crítico, tem suas opiniões, inclusive bem interessantes, sobre a situação
sócio-econômica e  política  do Brasil, principalmente da cidade de São
Gonçalo.  Fabrica as próprias telas sem
abrir mão da qualidade destas, escritor, tendo cinco livros publicados sendoo
último “ O Brasil começou em São Gonçalo”.
“Esta
é uma composição de um casario tendo como base o azul e o amarelo, onde a luz
irradiando as setes cores, desliza pela montanha e matas nos permitindo ver o
verde e vermelho. Nota-se a tranquilidade sem muita ação de cores claras, onde
o ser humano aprecia e sente as vibrações abaixo do dó central e dá ao vermelho
do seu corpo um relaxamento tranqüilizando o coração. Arte é acima de tudo
Reflexão”.( Paulo Alves)
FOTO2BN25C3259AMERO2B6 Coluna Sintonia Cultural - Março 2017 
“Meu
céu vermelho, sangue que sobe da terra neste mundo em discórdia, mas o verde
rebate para a vida que galopa, no chão firme, na beleza gratuita”.
Paulo
Alves artista plástico realista, pintando óleo sobre tela e acrílico sobre tela
e isopor. Mais um artista gonçalense para o Brasil e o mundo
Seu
a atelier fica localizado no bairro Estrela do Norte em São Gonçalo
Contatos:
Tel.: 21. 2724 2972Cel.:21 98433.0185

1 thought on “Coluna Sintonia Cultural – Março 2017

  1. Nosso Artista e Marchand gonçalense Fabio, diretor do Restaurante "MISTURA FINA" ao lado do complexo da Petrobrás em Estrela do Norte, onde diariamente tem os melhores pratos, se completa ainda mais, à noite onde oferece aos clientes as deliciosas (Pizzas0 de sabores variados.É esse cidadão que São Gonçalo precisava. Agora as Artes Gonçalense está sendo divulgada, ao nobre amigo,cavaleiro da Rosa, meu muito obrigado.

Comments are closed.