Representantes2Bunidos2Bno2Bencontro2Bda2BACN2B 2Bfoto2BHeber2BSalles ACN: Segurança, sindicatos, esportes e lazer na reunião dos Clubes
Presidentes e diretores reunidos 
Numa
reunião com o maior número de representantes a ACN – Associação dos Clubes de
Niterói – tratou durantes horas da questão da segurança, empregados dos Clubes,
setores culturais, recreativos, sociais
 
e práticas esportivas, num debate coordenado por Marcos Nelson Gusmão,
presidente da entidade.
                “Em
debate meticulosamente elaborado, Marcos Nelson abriu o encontro no Canto do
Rio expondo a importância dos assuntos a serem abordados. “Vamos falar
representando cerca de 60 mil pessoas, sócios e dependentes dos nossos
clubes”, anunciando a presença do coronel                                                   
que representava a questão da segurança em Niterói, que é ex-comandante
do 12º Batalhão da PM e hoje na Guarda municipal da cidade, que cuidará dos
estudantes e a população adulta.
             

Alcides2BFreire2Bdo2BSenalba2Bfoi2Bum2Bdos2Bconvidados2B 2Bfoto2BHeber2BSalles ACN: Segurança, sindicatos, esportes e lazer na reunião dos Clubes
Alcides Freire do SENALBA-RJ foi um dos convidados
(foto SB Reportagens)

   “Estamos
com 80 guardas municipais, fazendo um curso de 256 horas selecionando-se para
agir nas ruas, proximidades das colégios e aptos a mobilizar as polícia militar
e civil, através do código 153, com mais rapidez e agindo sem uso de violência,
usando métodos inteligentes”, declarou o coronel Gilson Chagas, Secretário
Municipal de Ordem Pública de Niterói. Atendendo ao presidente do Praia Clube
São Francisco, Henrique Miranda, enviará uma cartilha para todos os clubes da
ACN, ensinando como agir em apoio à Guarda, hoje mais bem estruturada.

                Em
seguida era a vez do presidente Senalba – RJ, Alcides Freire, sindicato que
congrega funcionários dos clubes, teatros, cinemas e entidades sociais,  que falou da necessidade de tratá-los com
atenção, integrando-os ao quadro social, pois cuida dos membros das familias
clubísticas, recolhendo os direitos de cada um, pois ” isto é
cidadania”.