Como é possível
conciliar vida pessoal a atividades solidárias e colaborativas
Camila2BMar25C325A7al2B 2Bfoto2Bacervo2Bpessoal No Caminho do Bem


Por Luana Dias


Quatro mulheres jovens que
têm em comum, não só a vontade, mas a atitude para mudar a realidade que está
ao seu redor. Cada uma com a sua paixão e suas aptidões, Camila, Suzana,
Vanessa e Natália vem conseguindo mostrar que a máxima de “a união faz a
força” é verdadeira, mobilizando milhares de pessoas em projetos
relacionados à Literatura, Crianças Desaparecidas, Moda e Sustentabilidade.
Será que uma pessoa pode realmente fazer a diferença? Elas (ou melhor as suas
ações) estão aí para nos provar que sim!   
A2BFesta2Bdo2BBem2B25C325A92Bum2Bdos2Bprojetos2Brealizados2Bpor2BCamila2B 2Bfoto2Bdivulga25C325A725C325A3o2BTassia2BCarvalho No Caminho do Bem
Após
cursar a Faculdade de Direito, Camila Marçal Alvarez Franco decidiu abandonar o
curso para seguir a paixão pela Culinária, em especial pela arte de fazer
doces. Desde criança, ela sempre gostou de se envolver em projetos solidários, realizava
doações, trabalhos voluntários, mas há quase dois anos, deu o pontapé inicial
de um projeto que tomou grandes proporções, não só em sua vida, mas de muitas
famílias. Ela administra a página no facebook “S.O.S. CriançasDesaparecidas”, que já tem mais de 17 mil seguidores.
“Sempre
me interessei pelo tema, e resolvi ajudar. Apesar de grave, o drama das
crianças desaparecidas ainda é pouco visível para a sociedade; são milhões que
num estalar de dedos ‘evaporam’, as famílias ficam nesta luta diária e muito
desamparada, então eu decidi montar esta página. Entrei de corpo e alma nesta
luta com as mães, parentes, gente que quer ajudar, todo mundo se mobilizando.
Teve até um caso de uma pessoa que fugiu de casa quando era pequena, e queria achar
a família, e com a ajuda da internet a gente conseguiu este reencontro”
conta Camila.
 
Além
de administrar esta página, Camila deu, há dois meses, mais um passo no seu
caminho de solidariedade: ela criou o projeto “Festa do Bem”. A ideia
veio após assistir a um vídeo de uma menina moradora de rua em Salvador, que
dizia que nunca tinha tido uma festa de aniversário. Sensibilizada, e com
muitos contatos no meio profissional de eventos e festas, ela começou a buscar
apoiadores para realizar uma festa totalmente personalizada de aniversário para
crianças que moram na Casa Maria de Magdala, no bairro do Sapê, em Niterói.
“Corri
atrás para que a festa tivesse tudo do bom e melhor: decoração, bolas,
biscoitos, animadores, e o apoio dos fornecedores parceiros foi fundamental. Além
disso, busquei ‘madrinhas’, porque eu queria que cada criança que estivesse na
festa ganhasse presentes, incluindo as aniversariantes”, conta.
A
primeira edição da “Festa do Bem” realizada em agosto foi um sucesso,
e Camila já planeja dar seguimento ao projeto. O envolvimento com trabalhos
sociais é tão forte, que ela agora iniciou mais um desafio: Camila iniciou os
estudos da Faculdade de Serviço Social. 
“As
pessoas precisam aprender a se colocar no lugar do próximo, ou tentar enxergar
a vida como o outro. É fácil falar dos outros, quando não tentamos vivenciar o
que o outro precisa”, finaliza.
Vanessa2Be2BSuzana2Badministram2Bo2Bcanal2BAinda2BUso252C2Bcom2Bfoco2Bem2BModa2BSustent25C325A1vel2B 2Bfoto2Bdivulga25C325A725C325A3o2BZ25C325A92BDuarte No Caminho do Bem
Moda e
Sustentabilidade
A
assessora de imprensa Suzana Moura sempre trabalhou como jornalista, que
acredita ser a sua vocação maior, mas sentia falta de fazer algo em que
acreditasse, e que tivesse impacto para as pessoas ao seu redor. E foi a partir
daí que Suzana encontrou o seu caminho com na área da Sustentabilidade e da Moda
Consciente.
“Sempre
gostei de moda e queria trabalhar com isso. Foi quando a Vanessa Real, uma amiga
jornalista, me convidou para participar de um projeto de um canal de conteúdo
sobre moda e comportamento consciente e que daria espaço para pessoas e pequenos
estilistas que não tem espaço na mídia, e que trabalham de forma ética,
consciente e sustentável, seja reaproveitando materiais, dando espaço e
empoderamento a pessoas que não tem oportunidade ou realizando trabalhos
manuais
. Assim
nasceu o Canal no You Tube Ainda Uso“, conta Suzana.
Além
disso, dentro da sua esfera social pessoal, ela
resolveu promover um “Bazar de Trocas”, onde as participantes
podem levar peças de roupa, acessórios, que serão trocados. “Cada peça que
a pessoa leva dá direito a uma ‘fichinha’, e cada pessoa pode escolher o que
quer. Não tem dinheiro circulando, é só uma troca entre amigas, e uma forma também
de aumentar o tempo de vida útil de cada peça “, explica Suzana.
Natalia2Bcria2Bseus2Bproprios2Blivros2Be2Bministra2Boficinas2Bcriativas2Bpara2Btodas2Bas2Bidades2B 2Bcredito2Bdivulga25C325A725C325A3o2BPalloma2BLaranja No Caminho do Bem
Sala de aula contra a recessão 
Era junho de 2016, quando a publicitária Natalia Avila era desligada do
quadro de funcionários de um escritório de advocacia: o motivo era a crise
econômica. O que poderia congelar qualquer profissional, foi justamente o que a
motivou ao empreendedorismo. Natalia buscou a reinvenção da sua trajetória
corporativa e o grande caminho escolhido foi justamente a educação. “Em tempos
difíceis, se tem algo que as pessoas não fazem é tirar os filhos da escola. Foi
então que eu pensei em apostar na literatura infantil como solução”,  conta.
Versátil, Natalia Avila é responsável por todo processo de produção dos
seus livros.  De forma independente ela escreve, ilustra, diagrama e manda
imprimir. Também está à frente das vendas, prospecção e desenvolveu o site  S
onhos de Bolso .
Ela promove oficinas para todas as idades, para o desenvolvimento da
imaginação, do auto conhecimento e construção de textos. As oficinas, muitas
vezes, são ministradas a preços populares ou ainda com “colaboração
consciente”, ou seja, você dar o que pode ou deve, sempre pensando em
facilitar o acesso à leitura.
Em suas obras, Natalia trabalha com temas como os ecossistemas
brasileiros. “Quis fazer algo para chamar a atenção de crianças para
importância da preservação ambiental, ao mesmo tempo, que as divertissem. Por
isso, criei um personagem, que é um ET de Saturno de intercâmbio no Brasil, o
Blobi, que veio “turistar” e conhecer nossas riquezas naturais”, explicou a
autora, que acaba assim contribuindo para reflexão e conscientização das
crianças e suas famílias.