Samba2B32B 2BJorginho2Be2BVelha2BGuarda2Bda2BMangueira Câmara de Niterói comemora Dia do Samba neste sábado
No próximo sábado, 2 de dezembro, Dia Nacional do Samba, a Câmara de Vereadores de Niterói abre o Plenário Brígido Tinoco para o ritmo mais popular do Brasil. Cantores, compositores, passistas, ritmistas, diretores de blocos e escolas de samba e incentivadores do carnaval estarão reunidos para uma tarde inteira de festa. A partir das 14 horas diversas personalidades vão receber o Diploma Vereador Carlos Magaldi, oferecido a todos os envolvidos com o tema. A sessão solene especial em homenagem ao samba será conduzida pelo presidente da Casa, vereador Paulo Bagueira.
“Esse evento era feito anualmente pelo querido amigo Magaldi. Achamos por bem continuar essa tradição que ele iniciou e tão bem organizava. Esse ano optamos por realizá-lo no Dia do Samba. Vai ser uma tarde alegre, festiva, de união e congraçamento; mas também de reflexão sobre os rumos do carnaval na Capital e também aqui em Niterói. O debate e a troca de ideias serão bem-vindos”, disse Bagueira.

Tradição na Câmara
Em Niterói o Dia do Samba deve ser comemorado durante uma semana inteira. Lei nesse sentido foi elaborada pelo saudoso vereador Carlos Alberto Pinto Magaldi que, ao lado de Paulo Bagueira, era um dos incentivadores do carnaval da cidade. Carlos Magaldi é autor da Lei Municipal 807, de 14 de março de 1990. O filho do vereador, Leandro Magaldi, estará ao lado de Bagueira na mesa principal.
Conforme o parágrafo único da lei, a Semana do Samba destina-se a incentivar e homenagear os sambistas, bem como promover a integração de pessoas interessadas na preservação e evolução do samba. Originalmente, entre as solenidades alusivas à Semana, devem estar incluídas obrigatoriamente cursos de música popular brasileira; exposição de fotografias, quadros, fantasias ou quaisquer bens que possam integrar, pela sua natureza, acervo do samba.
A Lei proposta pelo vereador também prevê a realização de simpósio de sambistas e interessados na cultura afro-brasileira, para o fim de discutir e deliberar acerca de questões pertinentes ao samba; homenagens a sambistas que tenham se destacado no mundo do samba; e concurso de samba para seleção das três melhores músicas inscritas e do qual poderá participar qualquer compositor, desde que vinculado a entidades carnavalescas filiadas à Associação das Escolas de Samba e Blocos Carnavalesco de Niterói e São Gonçalo.