pequeno2Balckin Geraldo Alckmin defende avanço das Reformas e do Pacto Federativo
Geraldo Alckmin
(foto Luana Dias)

Luana Dias
Geraldo
Alckmin, pré-candidato à presidência

pelo PSDB, e ex-governador do Estado de São Paulo,
foi o segundo pré-candidato a participar da 73ª Reunião Geral da Frente Nacional
de Prefeitos (FNP). Ele destacou a importância do P
acto Federativo, que é o conjunto de regras
sobre fonte de arrecadação,
descentralizando políticas públicas.
O candidato afirmou ser fundamental levar
adiante a Reforma Tributária, Presidência, Estado e Política.
Alckmin também
reforçou a importância em Educação Básica, citando o exemplo de São Paulo, que
criou o programa creche-escola
.
“As prefeituras doavam o terreno, e nós realizávamos a
obra e devolvíamos à Prefeitura. E funcionava muito bem”, afirmou.
Outro ponto que o candidato defendeu foi o aumento e
estímulo das parcerias Público-Privada, como forma a ampliar o crescimento e as
obras. A Saúde foi outro eixo da fala do candidato:
“Na Saúde, temos problemas muito importantes a
enfrentar: atualmente, temos 23 mil leitos fechados porque não tem dinheiro de
gestão, e do outro lado, obras que se iniciam. Defendo a ideia de cobrar às
seguradoras, que devem pagar pra aqueles que prestam o atendimento, seja Prefeitura
ou Estado”, afirmou
Alckmin.
Na Segurança Pública, Alckmin defendeu a polícia preventiva.
” Tráfico de drogas e de armas são os principais problemas. A pobreza e a
baixa escolaridade  também. O Governo
Federal tem que liderar esta luta, mas qual é o governo mais importante? O das
cidades, as prefeituras, que precisam participar efetivamente, dos recursos financeiros
e também da atuação direta na Segurança Pública. O Congresso acaba de aprovar o
SUSP (Sistema Único da Segurança Pública), que precisa ser colocado em prática”
frisou.
Alckmin citou ainda o exemplo do estado de São Paulo:
“Em São Paulo, tivemos uma experiência importante para
a queda da violência: derrubamos o latrocínio em SP, a metade deles é relacionada
a roubo de carro. Emparedamos 1180 oficinas de desmanche, e caiu o roubo de veículos,
e por conseguinte, o latrocínio relacionada a este tipo de crime”
Por último, Alckmin frisou a necessidade de avançar com as
Reformas Tributária, Previdenciária e sobretudo, Política:
“A reforma política é urgente: quando vemos a
quantidade de votos nulos, é evidente a desilusão dos cidadãos”,
finalizou.