moca001 Uma fábula sobre amor, amizade e revolução!


Por Christian Jafas *


Estreia nesta
sexta, 28/09, às 19h10, no Cine Arte UFF, o novo filme de Helena Ignez, “A moça
do calendário”, com sessões gratuitas. Em tempos de debates acalorados sobre
movimentos sociais, regimes totalitários, reforma agrária, privatização, feminismo
e às vésperas das eleições presidenciais, o filme de Ignez surge
assustadoramente atual e já se coloca como uma produção obrigatória para quem
quer compreender um pouco os antagonismos que assolam nossas redes sociais.
Os personagens
principais foram esculpidos por Rogério Sganzerla para um curta-metragem jamais
realizado e coube à Helena preencher as lacunas do enredo. Iara, a magnetizante
Djin Sganzerla, e Inácio, o premiado André Guerreiro Lopes, nos propõem um
passeio por uma São Paulo cortada pelas ciclovias e longas avenidas. As
discussões, pensamentos e questionamentos dos personagens ora são pano de fundo
ora emergem numa virulenta manifestação física e emocional através do afiado
elenco.
Obra rara que se
situa dentro do universo mítico criado por Sganzerla, muso inspirador de Helena
e das filhas Djin, atriz, e Sinai, produtora, “A moça do calendário” é um filme
com viés feminista que aproxima homens e mulheres ao invés de afastar. Ao fim é
impossível não se apaixonar por Iara e Inácio. O filme recebeu sete prêmios no
41º Festival Guarnicê de Cinema, incluindo Melhor Ator para André Guerreiro Lopes. As sessões gratuitas no Cine
Arte UFF são um presente para o público de Niterói.
Veja mais
detalhes sobre o filme nos links abaixo.
Programação
completa:
Siga as
novidades na fanpage do filme:
* Cineasta e jornalista, Christian Jafas escreve
sobre cinema desde 2002 quando criou o blog “Imagem em Movimento”. Já atuou
como crítico do site Almanaque Virtual participando da cobertura do Festival do
Rio. Dirigiu o documentário “Cine Paissandu: histórias de uma geração” sobre o
lendário cinema que formou a Geração Paissandu nos anos 60 e marco de
resistência contra a ditadura.