Boa2BEsperan25C325A7a2B 2Bfotos2BLuana2BDias2B 2BJornal2BCasa2Bda2BGente2B 2B252832529 Prefeito de Niterói Rodrigo Neves é preso na Operação Lava Jato
Rodrigo Neves
Texto e fotos Luana Dias
O bairro de Santa Rosa, em Niterói, amanheceu ao som dos helicópteros: por volta das 6h da manhã, uma força-tarefa da uma força-tarefa da Polícia Civil e Ministério Público do Rio de Janeiro chegavam à residência do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, para executar uma ordem de prisão, como resultado da Operação Alameda, um desdobramento da Operação Lava Jato. Neves foi denunciado por desvio de mais de R$ 10 milhões da verba de transporte do município entre 2014 e 2018. 
Ao som de buzinas, uma multidão aguardava o momento da prisão de Rodrigo Neves na rua Vereador Duque Estrada. A saída da viatura com o prefeito aconteceu por volta das 8h20 da manhã. Veja o vídeo do Jornal Casa da Gente.
DSC 9899 Prefeito de Niterói Rodrigo Neves é preso na Operação Lava Jato
Polícia Civil, Policia Federal e Ministério Público no prédio onde reside o prefeito Rodrigo Neves
Além de Rodrigo Neves, foram presos também o ex-secretário de obras de Niterói e ex-conselheiro de administração da Nittrans, Domício Mascarenhas de Andrade, o presidente do consórcio transoceânico e sócio da viação Pendotiba, João Carlos Félix Teixeira e o administrador do consórcio Transnit e sócio da auto lotação Ingá, João dos Anjos Silva Soares. 
DSC 9968 Prefeito de Niterói Rodrigo Neves é preso na Operação Lava Jato
A primeira dama Fernanda Sixel acompanha o momento em que
o marido é conduzido à viatura da Polícia
Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, empresas de ônibus pagaram propina para a gestão de Rodrigo neves, entre 2014 e 2018, que somam aproximadamente R$ 10,9 milhões, que foram desviados dos cofres públicos, segundo a denúncia.  Por volta das 8h20, o prefeito Rodrigo Neves foi conduzido de sua casa para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho, no Rio de Janeiro, em uma viatura da Polícia Civil. 

Buscas também foram realizadas  nas residências dos outros acusados e nas sedes de oito empresas de ônibus que prestam serviço no município, além de escritórios dos consórcios Transoceânico e Transnit, e do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (SETRERJ). 
DSC 9983 Prefeito de Niterói Rodrigo Neves é preso na Operação Lava Jato
Viatura da Polícia Civil com o prefeito Rodrigo Neves
deixa o prédio onde reside o prefeito, em Santa Rosa

O presidente da Câmara de Vereadores de Niterói, Paulo Bagueira (Solidariedade), assume a prefeitura da cidade com a prisão de Rodrigo Neves (PDT-RJ). O deputado estadual Comte Bittencourt (PPS), eleito vice-prefeito de Niterói na chapa de Rodrigo Neves, renunciou ao cargo em dezembro de 2017.