Por KAKAO Figueiredo
KKO.Studio
21
2711-3104
Banda2BBhora2B2 Coluna Música no Ar (Som, Áudio e Tecnologia)
@ Mais uma banda
fadada ao sucesso: a Banda Bhora está em plenos ensaios e em pré-produção para
entrar na estrada e no circuito de apresentações. A banda teve o seu primeiro show no dia 5 de abril na choperia Jones na Ponta da Areia. Com as
vozes de Renato Freitas e Edna London; bateria de Ary Buarque; guitarra de Luiz
Octavio e baixo de Rogério Beltrame, o grupo interpreta  músicas de Kid Abelha, Police, Lobão, Tears
for Fears, entre outras. Vamos lá, ficar ligado na agenda deles e prestigiar a cena musical local!
Computer2BMusic2B4 Coluna Música no Ar (Som, Áudio e Tecnologia)
@ Inteligência artificial pode
se tornar a nova estrela da música. Será que vocês vão engolir essa? Máquinas
talvez nunca venham a lotar estádios para um show de rock, mas os computadores
já são capazes de compor música e de forma bastante convincente, como
demonstrado no festival South by Southwest (SXSW), no Texas.
Já foi feito um álbum inteiro com a ajuda da
inteligência artificial (IA), algo sem precedentes. Trata-se de “I am
AI”, que se traduziria como “Eu sou IA”, da estrela do YouTube
Taryn Southern, que não sabe tocar nenhum instrumento.
A artista pop explicou que começou a
experimentar com IA dois anos atrás, trabalhando com Amper, um programa de
composição de música.
“Em dois dias, havia composto uma canção
que sentia de fato como sendo minha”, indicou Southern. “Não dependo
necessariamente de outras pessoas”.
Fundado em 2014 em Nova York, por um grupo de
engenheiros e músicos, o Amper é parte de uma dezena de start-ups que usam
inteligência artificial para romper a forma tradicional de fazer música. A
ideia do Amper é permitir que todos possam se expressar através da música,
independentemente de seus antecedentes e habilidades
Vamos ver até onde isso vai…
Peter2BFrampton1 Coluna Música no Ar (Som, Áudio e Tecnologia)

@ Peter Frampton faz turnê de despedida,
motivada por doença. A turnê de despedida do músico de 68 anos conta com 40
datas, nos EUA. Peter, que já havia anunciado uma turnê de despedida, disse em
entrevista à CBS que essa decisão foi tomada em decorrência do
diagnóstico de miosite por corpos de inclusão que ele recebeu.

Essa doença, que é um dos problemas musculares mais comuns em pessoas
com idade avançada, provoca fraqueza e leva à inabilidade nos membros. A cada
ingresso, um dólar será doado pelo músico ao Fundo de Pesquisa de Miosite Peter
Frampton, na Johns Hopkins University. Além dos shows, Frampton pretende lançar
em junho um disco duplo ainda sem título. Para quem puder ir, um show
inesquecível!

Dino Rangel2B2 Coluna Música no Ar (Som, Áudio e Tecnologia)


@ Niterói perde outro músico maravilhoso, vítima de um ataque cardíaco fulminante. Aos 55 anos, Dino Rangel se vai e segue o seu caminho celestial. Dono de uma destreza sem par na Guitarra, o virtuoso músico dominava as frases do Jazz como poucos.
Seu interesse pela música andou lado a lado com seu gosto pelos mestres, de Jimy Hendrix a Hélio Delmiro, que despertaram no jovem artista um talento especial para a guitarra.
Dino teve aulas com diversos professores, entre eles Ian Guest e Sérgio Benevenuto. Quando obteve uma técnica mais apurada, foi estudar em Nova Iorque, onde morou por dois anos, estudando com guitarristas de expressão no jazz, como Mike Stern e John Abercrombie. Lá, também tocou com diversos grupos de músicos brasileiros.
Sua guitarra, sua personalidade e sua música , que misturava todas essas influências vão fazer falta no cenário musical de Niterói! Vai em Paz, Dino!