Por Washington Araújo

Foto%2B1%2BAutoras%2Bgon%25C3%25A7alenses Coluna Compartilha! Edição de Setembro - 2019
Escritores de São Gonçalo como Aimee Oliveira e Lorrany Aguiar marcaram
presença nessa Bienal do Livro no Riocentro
Autores
brilham na Bienal do Livro e se preparam para Feira em São Gonçalo
Escritores
gonçalenses, há muito tempo na estrada, vem mostrando suas qualidades. É o caso
de Antônio Júnior, professor e editor proprietário da Oba! Editora 
que encantou a muitos na Bienal com os lançamentos editoriais “Gato
Burguer”, voltado para o público infantil; “Smoking
cobras”, sobre ex-combatentes brasileiros na Segunda Guerra
Mundial e, por ultimo, a HQ “Yellow Woodpecker”, que
trata do meio ambiente com a obra de Monteiro Lobato.
A coluna parabeniza aos centenas de gonçalenses que
não mediram esforços devido à distância e foram à Bienal Internacional do
Livro. Dentre eles, Aimée Oliveira que lançou “Invisível” e é também autora de
“Pela Janela Indiscreta”, outro título muito procurado na Bienal. Quanto a
outros autores gonçalenses que estiveram no evento, Mário Quintanilha é autor
de cinco coletâneas incluindo “Cicatrizes na Alma”, seu título mais festejado;
e a precoce, Lorrany Aguiar que lançou “Wonderwall, Meu Protetor”.
Surge, portanto, uma geração de jovens autores que
traz um novo olhar para a literatura de São Gonçalo. São escritores,
ilustradores e editores que vão brilhar também em outubro, na Feira Literária
de São Gonçalo, a excepcional oportunidade para que novos autores, editores e
ilustradores. 
  
Foto%2B2%2BProf%2BPeres Coluna Compartilha! Edição de Setembro - 2019
Acompanhado de alunos da Rede Municipal, o professor Fernando
Peres, Subsecretário Municipal, esteve na Bienal do Livro, e debateu
temas da sua área 
Secretaria de
Educação e estudantes participaram de debates 
Quem esteve no Riocentro foi Fernando Peres, Subsecretário de
Planejamento Educacional da Secretaria Municipal de São Gonçalo. A convite da
Fundação Municipal de Educação de Niterói, o professor e educador participou do
debate “Competências e atribuições dos municípios na Educação”,
realizado no pavilhão laranja da XIX Bienal Internacional do Livro. Um grupo
numeroso de alunos da Rede Municipal de São Gonçalo prestigiou o evento e
conheceu o universo da literatura. Parabéns ao amigo Fernando Peres!
Foto2B32BRosana2BNoronha Coluna Compartilha! Edição de Setembro - 2019
Eleições para o Conselho Tutelar 
O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente
(CMDCA), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, realizará no
dia 6 de outubro a eleição para conselheiros tutelares. Este é o segundo ano de
eleições unificadas, onde todos os municípios do Brasil realizarão o processo num
mesmo padrão.
A Conselheira de Itaboraí Rosana Noronha explica que a função
de Conselheiro Tutelar engloba uma gama variada de atribuições conferindo ao
profissional ampla atuação na comunidade em que atua: “Quando os conselheiros
recebem uma denúncia, após a confirmação da violação de direitos, cabe ao órgão
aplicar medidas de proteção. Nós, Conselheiros Tutelarestemos que saber ouvir e
entender os casos que nos chegam, pois cada um tem direito a um atendimento personalizado”,
explica.
O Conselho Tutelar foi criado no dia 13 de julho de 1990,
como resultado da Lei 8.069, que instituiu o 
Estatuto da Criança
e do Adolescente (ECA).
 Segundo o Guia de Orientações
formulado pela Secretaria de Direitos Humanos – SDH, poderão participar da
escolha as pessoas maiores de 16 (dezesseis) anos que possuam título de eleitor
inscrito em sua respectiva região administrativa.
O mandato de um Conselheiro Tutelar é de quatro anos e o
candidato deverá ter no mínimo 21 anos de idade, deve residir no município em
que é candidato e ter o Ensino Médio completo.