Quatro
niteroienses integram a equipe do documentário “De volta” que concorre ao prêmio
mais importante da produção televisiva mundial
Quatro niteroienses estão a um passo de conquistar um dos prêmios mais cobiçados
da produção televisiva mundial: o Emmy Awards. Marco Antonio Campos, Paula Lagoeiro, Mauro Perelmann e Julia Queiroz integram a equipe do
documentário “De volta”, indicado ao Emmy 2014 de Melhor Documentário. O filme,
é um projeto autoral da produtora Coopas, que em 2012 foi o vencedor do 3º
pitching do DOCFUTURA, do Canal Futura – Fundação Roberto Marinho.  Dirigido
por Rafael Figueiredo, o documentário registra a saída temporária de quatro
presidiários do Rio de Janeiro, durante o período natalino: Leandro, Sonia,
Midiã e Anderson, acompanhando os reencontros, os lugares revisitados, as
expectativas, as surpresas e as decepções. 
Uma2Bdas2Bcenas2Bdo2Bfilme2BDe2BVolta2B 2Bfoto2BdivulgaC3A7C3A3o A caminho do Emmy
Uma das cenas do filme “De Volta” (foto divulgação)
O filme está indicado ao Emmy na categoria “Documentário”, dividindo a
disputa com produções da Suécia, Coréia do Sul e Reino Unido.  O resultado será
divulgado no dia 24 de novembro, durante a festa do Emmy em Nova Iorque, nos
Estados Unidos.
A produção já foi exibida em festivais de
cinema no Brasil, na Índia, Itália, Finlândia, China, Estados Unidos entre
outros países, arrebatando diversos prêmios. Durante o mês de
novembro, “De Volta” tem um circuito de estreia na América Latina, tendo sido
apresentado na Guiana Francesa, no dia 18, e em seguida, no dia 27, virá para o
Brasil, com apresentação na Cinemateca de Cultura Mario Quintana, em Porto
Alegre. Em dezembro, será a vez de Colômbia e Equador exibirem o
documentário. 
Gravado em dezembro de 2012, o projeto contou com o apoio da Pastoral
Carcerária do Rio de Janeiro, da SEAP – Secretaria de Estado de Administração Penitenciária
e da VEP – Vara de Execuções Penais. A equipe da produtora Coopas entrevistou
diversos detentos que teriam direito a Saída Temporária de Natal daquele ano,
selecionando as quatro histórias que são apresentadas no filme.
Foram seis meses batalhando
diariamente pela execução desse filme. Entrevistamos cerca de 60 pessoas, 40
homens e 20 mulheres, até chegarmos a estes quatro personagens. Houve
desencontros, problemas de comunicação entre os presos e seus familiares,
muitos desistiram no meio do caminho. Só tivemos acesso a essas pessoas dez
dias antes da saída de Natal. Em termos de produção, era tudo ou nada.
Apostamos todas as nossas fichas e tivemos muita sorte ao encontrar quatro
histórias tão interessantes” conta Paula Lagoeiro, produtora executiva do filme.
Para saber
mais e acompanhar o filme, basta buscar a fan page no facebook e o canal ‘You
Tube” com o nome “De Volta”.

Perfil

Paula2BLagoeiro2B 2Bfoto2Barquivo2Bpessoal A caminho do Emmy
Paula Lagoeiro
Quatro niteroienses estão na
equipe do filme que concorre ao Oscar. Paula Lagoeiro, que assina a produção executiva
do documentário, é gerente de projetos da Coopas e acumula sete anos de
experiência na produção de programas e documentários para televisão com enfoque
em saúde, meio ambiente, direitos humanos e políticas públicas. Ela graduou-se
em cinema em 2008, e atualmente cursa pós-graduação em planejamento estratégico
para mídias sociais.  Além da produção
executiva de “De Volta”, ela dirigiu a produção dos curtas-metragens “Homem
Bomba”, “Garoto de Aluguel” e “Cowboy”, todos premiados em festivais de cinema.



jULIA2BQUEIROZ2B 2B2 A caminho do Emmy
Julia Queiroz
Outra niteroiense que
integra a equipe é a produtora Júlia Queiroz. Formada em Ciências Sociais –
Produção e Política Cultural pelo Instituto de Humanidades da UCAM, ela tem
experiência na área de artes, com ênfase em formação e difusão artística. Foi
produtora do “Encontro sobre Inclusão Visual do FotoRio” e coordenou e Rede
Brazucah RJ. Hoje é coordenadora de projetos do Centro de Artes UFF. 

mauro2Bperelmann A caminho do Emmy
Mauro Perelmann
O músico, arranjador, compositor e produtor musical
Mauro Perelmann, que assina a trilha sonora original do documentário “De
volta”. Com mais de 30 anos de carreira, ele tem em seu currículo a música e a
direção musical de vários espetáculos teatrais, como “Tragédias Cariocas para
Rir” (1999), a peça “Equus” (2003), o musical “Anne Frank” (2008), entre
outros.  Ele foi responsável também pela pesquisa musical da novela
Pantanal, e ministra o ensino de música em diversas escolas do Rio de Janeiro,
como CAL e MUSIARTE. A partir de 1996, começou a desenvolver um trabalho de
pesquisa sobre música judaica e fundou o grupo “Zemer”, do qual é diretor
musical, arranjador e violonista. Há 14 anos, Perelmann trabalha como produtor
musical do projeto de Comunicação Social “Canal Saúde”, produzido pela Fundação
Oswaldo Cruz, realizando a criação de música original para vários vídeos
institucionais, documentários, vinhetas e programas televisivos.

Marco2BAntonio2BCampos A caminho do Emmy
Marco Antonio Campos (fotos acervo pessoal)
Nascido e criado em
Niterói, Marco Antonio Campos completa o quarteto de “papa-goiabas” a caminho
do Emmy. Ele é um dos co-diretores do documentário “De Volta”, e tem um
carinho especial por Niterói:
“Guardo com saudade as primeiras experiências com
as Artes e o Cinema, que acredito foram determinantes na minha formação. Quando
criança, as sessões duplas do cine Mândaro em Santa  Rosa o primeiro musical
  no Cinema   São Bento, as comédias   no Cine  
Icaraí   e mais tarde as “loucas” sessões da   meia
-noite   no Cine Arte UFF”.  
Quando adolescente, Marco trabalhou como ator,
escritor e diretor do tradicional grupo teatral   Papel Crepom. Em
seguida, seu talento atravessou a ponte, trabalhando com o Canal Saúde, um
projeto da Fiocruz, unindo entretenimento e papel social da comunicação.
Ele vibra com o sucesso que a série vem alcançando no Brasil e no mundo:

“Acredito que o sucesso que esse projeto vem
obtendo nos festivais do mundo todo deva-se à dedicação de toda
uma equipe apaixonada que entendeu e comprou a ideia desde o
começo. Câmeras, produtores, som, pré-produção, editores e demais diretores,
todos se empenharam para contar as histórias de nossos
personagens de forma humana e verdadeira” finaliza.

Tagged: , , , ,