Prefeito2BRodrigo2BNeves2Be2Bo2Bpresidente2Bdo2BCAF2C2BEnrique2BGarcia2B 2Bfoto2BdivulgaC3A7C3A3o2BPrefeitura2BFlavio2BPessoa2 Banco Latino Americano de Desenvolvimento aprova financiamento para Niterói
Prefeito Rodrigo Neves e presidente do CAF, Enrique Garcia
(foto divulgação/ Flavio Pessoa)
Cerca de R$ 250 milhões de reais foram liberados pelo Banco
Latino Americano de Desenvolvimento Cooperação Andina de Fomento (CAF) para
projetos a serem desenvolvidos na cidade de Niterói pela prefeitura. O
prefeito Rodrigo Neves teve um encontro com o presidente do CAF, Enrique
Garcia, onde explicou que os recursos serão aplicados no programa Região
Oceânica Sustentável, que tem como projetos prioritários a drenagem e
pavimentação de todas as ruas, implantação de ciclovias e de obras de
infraestrutura urbana e ambiental naquela área da cidade, além da
requalificação da área de influência da TransOceânica.
“Além do projeto Região Oceânica Sustentável, apresentamos
o plano estratégico da cidade e mostrei a necessidade desses investimentos
para Niterói. O presidente ficou muito bem impressionado e garantiu que
a liberação dos recursos deverá ocorrer nos próximos dez dias” disse o
prefeito.
Garcia revelou que pretende fazer a assinatura do documento
oficializando a liberação dos recursos no primeiro trimestre de
2015. “Irei a Niterói assinar essa liberação de recursos
e finalmente conhecer esta bela cidade governada por um prefeito jovem e competente”,
disse Garcia.
A secretária de Planejamento, Orçamento e
Gestão de Niterói, Patrícia Audi, que participou do encontro,
ressaltou o comprometimento da administração municipal com metas para obter
o financiamento. Para conseguir os recursos, a prefeitura venceu
várias etapas: elaboração do plano de trabalho; organização de missões
internacionais da CAF em Niterói; apresentação do projeto ao
Ministério da Fazenda e ao Ministério do Planejamento; aprovação da
autorização legislativa pela Câmara para a obtenção dos recursos; e,
finalmente, a análise pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do
governo federal.
O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves credita ao
planejamento do município o sucesso na aprovação do financiamento em período
tão curto. Segundo ele, outro fator fundamental apontado pelo chefe do
Executivo foi a reorganização das contas do município:
 “Há menos de dois anos, a prefeitura não tinha uma
gestão fiscal responsável, estava inadimplente e durante toda a administração
passada não conseguiu obter recursos e firmar convênios com o governo
estadual. Com a reorganização das contas públicas, com uma gestão fiscal
responsável, hoje, além de obter recursos estaduais, conseguimos recursos
federais e internacionais de agências de cooperação internacional como o
Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a CAF. Isso reforça a
credibilidade da nova gestão da prefeitura de Niterói”.