Por Washington Araújo
12BA2BChina2Bdesembarca2Bem2BItabora25C325AD Coluna Compartilha - Fevereiro/2018
A China desembarca em
Itaboraí 
O mercado de trabalho e a área empresarial
começam o ano de 2018 com notícias maravilhosas: a chinesa Shandong Kerui surpreende
e apresenta o melhor preço para a conclusão da UPGN – Unidade de Processamento
de Petróleo e Gás Natural, do Comperj, o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro. Projeto ambicioso que tornaria
Itaboraí, a meca do dinheiro e do trabalho com a projeção de trazer para a
Região Metropolitana do Rio até 200 mil trabalhadores, o Comperj praticamente nunca
saiu do papel.
Mas como depois da chuva vem a bonança, há pouco aconteceu a tão
esperada apresentação das empresas credenciadas para reabrir o COMPERJ e com a
abertura dos envelopes a notícia: o outro idioma do Comperj será o mandarim. A
chinesa Shandong Kerui ofereceu o menor preço para executar a obra, de R$ 1,947
bilhão. Lembrando que a UPGN é um projeto prioritário da Petrobras para
aproveitamento do gás natural que será produzido nos campos do pré-sal a partir
de 2020.
Paralisado desde 2014, o Complexo levou o caos à Itaboraí ao paralisar suas
obras e demitir centenas devido o escândalo de corrupção revelado pela Operação
Lava-Jato. Com a Kerui confirmada como vencedora da licitação, ela traz a
reboque para o Brasil diversas outras empresas, com o é o caso da CNPC, que inclui
a possibilidade de construção de uma refinaria no Comperj, projeto que já
consumiu US$ 14 bilhões.
Conforme já amplamente divulgado na imprensa, o prefeito de Itaboraí,
Sadinoel Souza, (PMB-RJ) está sorrindo à toa com a expectativa da imediata
retomada das obras: “Estimamos que serão criados 450 empregos diretos no
próximo ano, um número que poderia chegar a 5 mil postos de trabalho no ano
seguinte.O município foi muito afetado nos últimos anos com a obra parada.
Estamos otimistas, mas preocupados com a infraestrutura para atender o aumento
da população” — destacou Sadinoel.
A Petrobras não deu mais detalhes da licitação da UPGN, mas explicou que
espera assinar o contrato no primeiro trimestre de 2018. A empresa disse apenas
que já recebeu as propostas comerciais e financeiras.
No topo da cadeia alimentar dos países famintos por novos investimentos
no Brasil, a China liderou, com folga, em bilhões de dólares de investimento em
2017, quando o assunto foi fusões e aquisições de novas empresas. 
Agora vai: a
chinesa Shandong Kerui ofereceu o menor preço para executar a obra do COMPERJ,
de R$ 1,947 bilhão

22BUm2Bnovo2Bconceito2Bde2Bsa25C325BAde2Bem2BS25C325A3o2BGon25C325A7alo Coluna Compartilha - Fevereiro/2018
A nutricionista
Danielli Sueth que traz para um público preocupado com 
o bem-estar,uma
experiência profissional com mais de 15 anos
Saúde
& Foco: Quando a
beleza vem de dentro para fora
 
Justamente entre Niterói e São Gonçalo, no bairro da Venda da Cruz, fruto de um sonho de
muitos anos e que agora vira uma ideia concreta vai proporcionar qualidade de
vida, equilíbrio e saúde há milhares de pessoas. É o que preconiza a
nutricionista Danielli Sueth, que traz para um público preocupado com o
bem-estar a experiência profissional com mais de 15 anos nas áreas de Nutrição
do Idoso, da Criança, da Gestante e de pessoas acometidas com hipertensão,
diabetes, desordem metabólica, acnes, colesterol e triglicérides elevados.
“O Espaço Saúde
& Foco visa às pessoas alcançarem a saúde propriamente dita, e hoje em dia
a expectativa de vida está muito maior do que há alguns anos. Então, que
tenhamos uma vida longa e saudável. E esse espaço, no coração de Venda da Cruz,
visa exatamente isso, Através de um planejamento alimentar individualizado
vamos buscar um equilíbrio e, concomitante a esse trabalho da nutrição há uma
retaguarda de profissionais especializados proporcionando inclusive condições
do cliente adquirir sua alimentação fitness congelada e pronta para o consumo.
Lembrando que o objetivo principal do Espaço Saúde & Foco é proporcionar
vida longa e saúde”.   Várias
especialidades estarão a disposição, dentre elas: Nutrição em Clínica Médica;
Avaliação por Bioimpedância; Psicologia; Fisioterapia;  Massoterapia e estética.  
Danielli traz ainda no currículo, larga
experiência como palestrante, entrevistadora e apresentadora de programas na
área de saúde, além de escrever artigos para revistas e livros nas áreas da
saúde da mulher no tratamento de várias doenças através do planejamento
individualizado e do monitoramento contínuo fazendo com que as pessoas usem
cada vez menos medicamentos.
Mais informações
podem ser obtidas na sua fanpage Espaço Saúde e Foco no perfil do
facebook Daniellis Danielli ou através do whatsapp (21) 98552-7004.
32BEscritor2BThiago2BMello Coluna Compartilha - Fevereiro/2018
O Falso Paraíso: gonçalense brilha em Niterói com um belo livro
Nascido
e criado em São Gonçalo, Thiago Mello reuniu amigos e admiradores na sexta, 16
de fevereiro, para o lançamento de “O falso paraíso”, seu primeiro livro. O
evento aconteceu no BizuBizu, no Reserva Cultural e teve apoio e realização do Acesso Cultural.
Segundo
Thiago, “nunca pensei em escrever um livro. Mas sempre tive vontade de impactar
a vida das pessoas de alguma forma, de maneira relevante, e os mais próximos sabendo
desse meu jeito altruísta me encorajaram a soltar a voz, ou melhor, a escrever
as falas”, comemora.
O
conteúdo do livro é fruto de observações e constatações coletadas ao longo de
sua ‘missão’ em encorajar pessoas a seguirem o seus sonhos superando obstáculos
e barreiras tanto internas como externas itens recorrentes no limiar da humanidade.
Thiago
Mello vai circular no meio literário atendendo a convites enquanto se prepara
para uma temporada de um ano em Cork, na Irlanda. Na tradicional Escola COT, o
jovem solteiro de 25 anos vai estudar e se aprimorar no idioma inglês com o
objetivo de consolidar projetos futuros já em andamento. 
Thiago
Mello, nascido e criado em São Gonçalo, lança o primeiro livro e se prepara
para conhecer a Europa
42BViviane2BAguiar Coluna Compartilha - Fevereiro/2018
Cursos de Qualidade de Vida: de olho no futuro
Profissões como bancário, carteiro e juiz de futebol não existirão mais
até 2040; na contramão disso, novas profissões surgirão e empresários e
profissionais da educação, de olho num mercado que ainda nem existe investem na
criação de cursos de capacitação em áreas que para muitos ainda são pitorescas:
Técnico em telemedicina; engenheiro de reflorestamento; conselheiro de robôs;
gestor de simplicidade; e muito mais.
Uma reportagem do Bom dia Brasil, já em 2011, chamava a
atenção da sociedade brasileira para a agenda da longevidade na qual a profissão de cuidador de
idoso será essencial para o desenvolvimento social
do país, uma vez que até 2050, 30% dos brasileiros serão idosos e muito.
Em Niterói, de olho num mercado que promete crescer num futuro nem tão
distante assim, a empresária Viviane Aguiar prepara a cada semestre novas
turmas na área de Gestão de Qualidade de Vida. E, de lá estão saindo
profissionais habilitados para serem cuidadores da Terceira Idade, além de
Cuidadores Infantis e profissionais com capacitação para babás.
Segundo Viviane, “as novas profissões do futuro não incluem apenas
aprendizado sobre tecnologias, programação ou serviços digitais. Com o
envelhecimento da população e aumento da expectativa de vida haverá novas perspectivas
profissionais para quem olhar a terceira idade. Profissões como cuidador e
habilidades para desenvolver produtos e serviços destinados a esse público
terão grande demanda”.
Proposta que regulamenta a profissão de cuidador tramita
na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), onde aguarda relatório do senador Elmano
Ferrer (PTB-PI). De acordo com o projeto (PLC 11/2016),
os profissionais devem ter ensino fundamental completo e curso de qualificação
na área, além de idade mínima de 18 anos, bons antecedentes criminais, e
atestados de aptidão física e mental.O texto define como cuidador o
profissional que acompanha e dá assistência a idosos, crianças, pessoa com
deficiência ou doença rara, em residências, comunidades ou instituições. 
Nos EUA, quando se trata de uma profissional remunerada, experiente e
com cursos de especialização para cuidar de crianças, aí o nome dado é “nanny” e
essa sim é a mais parecida com a nossa babá, mas não tão comum. E hoje existe a
novidade da “vovó aupair”, mulheres já mais velhas, algumas na
terceira idade, que têm vontade de viajar pelo mundo, conhecer outras culturas
e, como as moças jovens, aproveitam da sua experiência de vida para ficar em
casas de família e minimizar os custos da viagem. 
Os interessados no curso e em expandir seus
conhecimentos podem assistir palestras e conhecer melhor o curso de
qualificação da Agência Viviane Aguiar, que fica em Niterói, pelos contatos: (21) 2620-6379 ou 2620-6370.