Truta, cordeiro, shitake, pinhão e queijos são alguns
dos produtos que dão sabor especial ao cardápio da região
observatori savadordalipeq DESTINOS - Cunha - Delícias Gastronômicas
Observatori: prato “Salvador Dali”
Seja para curtir o friozinho ou simplesmente passar
uma tarde agradável ao redor de uma mesa com amigos e família, comer bem é
sempre uma boa pedida em qualquer momento, ainda mais numa estadia na Serra. Em
Cunha, a arte da boa mesa é a grande especialidade dos restaurantes e cafés
espalhados pela cidade. Dos pratos regionais à culinária contemporânea, passando
por caldos, queijos e vinhos, o fato é que é impossível sair de lá sem provar o
que há de melhor, e com um sabor de “quero mais”. A boa gastronomia já entrou
inclusive para o calendário oficial da cidade: os festivais do cordeiro, do
shitake, do pinhão e da truta já viraram tradição e movimentam turistas de todo
o Brasil.
De um site de dicas de roteiros de viagem e (claro) boa
comida nasceu o Observatori. Iniciado em 2006, o projeto ganhou uma nova “vida” em março
de 2013, com a inauguração do restaurante de mesmo nome.
“O diferencial do nosso espaço é integrar comida, arte
e cultura. Daqui ninguém sai de mente e nem de estômago vazio. A proposta do
espaço é 100% cultural, onde arte e gastronomia sejam completamente integradas”
explicam as sócias Renata Silva e Giovana Vieira,
proprietárias do espaço
.
O ambiente é aconchegante: no salão, há exposições de
arte; nas mesas, são oferecidos livros e revistas; e na música, muita bossa
nova, jazz e MPB. Risotos e carnes fazem parte do cardápio, tendo como destaque
o prato “Salvador Dalí”, uma massa linguini ao frutos do mar ao pomodoro, e o
“Fernando Pessoa”, que é composto por um medalhão alto ao molho de
shitake e risoto de abobrinhas.
        
quebrapeq DESTINOS - Cunha - Delícias Gastronômicas
Filé mignon com pimentas e batata duchese do Quebra Cangalha

Com uma vista panorâmica e
privilegiada da cidade, o Quebra Cangalha é um dos restaurantes mais
tradicionais da região. Aberto há quase 20 anos, o espaço gastronômico oferece
pratos com inspiração regional, mas com uma boa “pitada” de culinária
contemporânea. Privilegiando os produtos regionais, o cardápio traz delícias
como o pernil de cordeiro ao molho de alecrim e purê de maçã; a truta ao molho
de amendoas, batatas cozidas e alho poró e o filé
mignon com pimentas e batata duchese
.

Com um ambiente ao mesmo tempo elegante e despojado, o
local conta ainda com belas exposições de arte e tem estrutura para atender a
grupos de até 80 pessoas, com pacotes diferenciados, além de ser um dos
disputados pontos para celebrações como o réveillon.
   
TOCADOPEIXESEIS DESTINOS - Cunha - Delícias Gastronômicas
Leitoa a pururuca da Toca do Peixe
Na estrada que liga Guaratinguetá a Cunha, encontramos
a Toca do Peixe. O restaurante – comandado pelo simpático sr. Fernandes – segue
a filosofia do comer sem pressa. Dentre os pratos preferidos dos frequentadores
estão a truta assada na manteiga, a leitoa a pururuca e a famosa moqueca de
traíra sem espinhas. Fernandes faz questão de contar que retira na pinça uma a
uma as espinhas do peixe.
“A espinha da traíra é muito perigosa por ser em Y,
por isso gasto o tempo que for necessário para ter a certeza de ter retirado
todas as espinhas”, explica o proprietário.
trutagnomoweb DESTINOS - Cunha - Delícias Gastronômicas
Gnomo: truta é destaque
Próximo à entrada da cidade, após percorrer uma estrada
de terra compacta de 2km, está o curioso Gnomo Restaurante. Vestido “à
carater”, o proprietário e chefe de cozinha Caio Penteado encarna o personagem
que dá nome ao lugar, e serve com bom humor os clientes. A proposta é de uma
“cozinha vivencial e criativa”, com fornecedores regionais, que são inclusive
citados no cardápio. Um dos grandes sucessos do local é o Rodízio de Trutas,
onde os clientes podem saborear vários pratos com o peixe.   
mandiocaalt DESTINOS - Cunha - Delícias Gastronômicas
Caldo de mandioquinha com pinhão do Café & Arte
Já no coração da
cidade, o Café & Arte Empório é o lugar ideal para quem procura um ambiente
bacana para fazer uma pausa durante passeio no Centro de Cunha. Seja para tomar
um cafezinho, seja para saborear um dos mais de dez caldos – como o de
mandioquinha com pinhão – o lugar é pouso certo para visitantes e moradores. Um
dos diferenciais da casa é a exclusividade do chopp da autêntica cervejaria
alemã de Cunha, a Wolkenburg. O local possui ainda serviço de wi fi gratuito,
objetos de arte e temperos, especiarias e geléias artesanais.
Restaurante Observatori
R. José Arantes
Filho, 380 – Vila Rica
Telefone: (12)
31111918
Aberto sexta das 19h
às 22h, sábado das 12 às 22h e domingo das 12h às 16h
Café & Arte Empório
Aberto todos os dias, das 10h às 22h.
Praça da Matriz, s/n.
(12) 3111-2521
Aceita todos os cartões
de crédito.
O Gnomo Restaurante
Aberto sábados, das 12h30 às 20h30
Rodovia Guará-Cunha, km 43 (estrada do Ribeirão, km 2,3 – não
pavimentada)
Tel: (12) 99734 8869 e (12) 99759-0532
Domingos e feriados, das 12h30 às 18h. Outros horários sob reserva
Restaurante Quebra Cangalha
Aberto de segunda a quarta, das 12h às 16h e quinta a domingo e feriados, das
12h às 22h.
R. Manoel Prudente de
Toledo, 540 – Cajuru
Aceita todos os
cartões de crédito.
Restaurante Toca do Peixe
Aberto todos os dias (é indicado ligar para confirmar
com Sr. Fernandes)
Rodovia Guará-Cunha km 36,4 (estrada do bairro Guaranjanja,900
m não-pavimentada)
(12) 99731 0650