Um povo acolhedor, bairrista, exigente, mas que
concede quando vê boa vontade. Assim é o niteroiense, que também vai a luta,
grita por melhorias e ao longo dos anos, tem visto a cidade crescer
assustadoramente sem infraestrutura, por isso, vem pedindo ação, em passeatas e
todo tipo de manifestação.
         Inovador,
o niteroiense tem mostrado para todo o Brasil e até para o exterior, sua
vanguarda, sendo fundador do Partido Comunista Brasileiro, criador do Médico de
Família, hoje expandido paa todo o país com vários apelidos, porém com a mesma
essência, além de vários outros projetos e ações, esportiva, cultural e
determinações variadas.
Sem deixar de protestar, viu nascer o MAC – Museu de
Arte Contemporânea de Niterói – hoje indubitavelmente marca da cidade. breve,
será inaugurado o Museu do Cinema e outras intervenções do chamado Caminho
Niemeyer. Com certeza, vão chamar a atenção para a eterna capital fluminense.
O trânsito continuará sendo um problema, mesmo com a
anunciada inauguração do mergulhão. É preciso mais ações, concretamente, sem
lamentações. A saúde, sério drama, segurança e sustentabilidade também carecem
de providências urgentes, mas nada paliativo.
Apesar dos pesares, a cidade segue cantando e
encantando quem aqui mora ou visita, nosso sorriso não perde o foco. Esta
edição é um começo. Vamos continuar lutando!


Mário Dias 

Tagged: , ,