Antigo sonho dos sambistas de Niterói, o plano
de construção de um local permanente para os desfiles das agremiações da região
volta a ser colocado em
prática. A União
das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos
de Niterói (Uesbcn) está fazendo um abaixo assinado com as 38 filiadas e
setores organizados da sociedade para sensibilizar as autoridades a incluirem o
projeto no Plano de Revitalização do Centro da cidade. 

           O ponto considerado
ideal pelos sambistas seria uma área deserta situada atrás da Colonia de
Pescadores e o Departamento de Hidrografia Naval (DHN) na divisa do Centro com
a Ponta da Areia. Segundo os dirigentes, o local de desfiles não precisaria ter
dimensões grandiosas como no Rio, mas tamanho proporcional às necessidades das
agremiações. 
           Há quatro anos, os
dirigentes da Uesbcn vem mantendo intercâmbio com sambistas de cidades onde já
existem sambódromos para saber sobre os projetos como forma de criar um modelo
que atenda os anseios dos representantes das agremiações. Uma visita chegou a
ser feita a Cabo Frio, na Região dos Lagos Fluminense, um dos municípios que
tem estrutura fixa de desfiles. Um outro local pesquisado pelos dirigentes
da Uesbcn foi Campos, que ganhou área própria para a apresentação em 2012. 
        “Achamos que  por tudo que
se conseguiu com a revitalização, com tantos personagens ilustres e Carnavais
memoráveis, Niterói já necessita de uma área própria”, afirmou o
presidente da Uesbcn, Ito Machado. Além da pista de desfiles, o
sambódromo da cidade teria barracões anexos para a montagem de
alegorias e confecção de fantasias. A proposta da Uesbcn é
conseguir, nos próximos dias, o maior número de adesões possíveis ao projeto e
apresentá-lo, em breve, aos governantes.
   
Tagged: , , ,