Um dos maiores restaurantes da cidade fica totalmente destruído pelas chamas

Por Luana Dias

(atualizado em 11h30)

20180427 084538 Incêndio no Centro Histórico de Paraty
Equipe de bombeiros se reúne para avaliar a situação após apagar os principais
focos do incêncio (foto Luana Dias/Casa da Gente)
Paraty, na Costa Verde do estado do Rio, amanheceu nesta quinta-feira, dia 27 de abril, em meio a chamas e fumaças: um incêndio atingiu um dos principais restaurantes do Centro Histórico da cidade – o Margarida Café, situado na Praça do Chafariz. Segundo moradores, o incêndio teria iniciado por volta das 4h35 da manhã, quando as poucas pessoas que passavam pela rua puderam ouvir gritos de socorro e pânico. 
Segundo o 26º Grupamento de Bombeiros de Paraty, a unidade foi acionada por volta das 4h50 da manhã, e quando chegaram ao local o fogo já havia se alastrado, tomando conta de todo o restaurante.
Foto2BJonathas2BQiuint25C325A3o Incêndio no Centro Histórico de Paraty
As labaredas começaram a se alastrar pelo telhado na parte de trás
do restaurante
(foto reprodução/ Jonathas Quintão/ Acervo pessoal)

“Nós fomos acionados às 4h50 da manhã, em menos de cinco minutos estávamos no local. Nos deparamos com incêndio já alastrado, tomando  conta  de todo o restaurante, fizemos linha de combate com água nas instalações ao lado, e duas frentes de combate pro incêndio propriamente dito, e duas outras pra fazer o resfriamento do contorno. Mediante a quantidade de material inflamável que se tem em todo e qualquer restaurante, o incêndio rapidamente se alastrou, e a gente conseguiu contê-lo na área do restaurante. O incêndio afetou pouca coisa da vizinhança, atingindo apenas o telhado da casa que está por trás. A destruição foi total do restaurante, e agora (9h30 da manhã) estamos trabalhando com a contenção de novos focos de incêndio”, Major Ramos, do 26 Grupamento de Bombeiros de Paraty. 

20180427 085855 Incêndio no Centro Histórico de Paraty
Major Ramos, do 26º GPM
(foto Luana Dias/Casa da Gente)
Ainda segundo o Major do 26º GBM, foram retirados 10 cilindros de gás do local,  sem que houvesse explosão.  
A operação de contenção do incêndio contou com o apoio de três viaturas operacionais do 26 GBM, e mais veículos do 4 GBM (Mambucaba) e do Quartel do Frade, em Angra dos Reis, tendo também cerca de aproximadamente 30 homens no local. 
A Prefeitura de Paraty deu também apoio ao trabalho dos bombeiros com o envio de caminhões pipa. A Defesa Civil está na área avaliando o estado da estrutura do estabelecimento.
“Não podemos previamente apurar as causas do incêndio, porque já chegamos e o local estava todo tomado pelo fogo. Na maioria dos casos, mediante a nossa experiência, este tipo de incidente se inicia de um curto circuito em algum material elétrico. A necessidade principal agora da equipe é de remover os entulhos para ver se encontramos ainda material inflamável”
Do edifício onde funcionava um restaurante e uma padaria, só restaram as paredes da fachada. Um mezanino foi totalmente destruído pelas chamas e cedeu.
Ainda segundo o comando do 26º GBM, não houve feridos. Segundo informações de moradores, no momento do início do incêndio, havia apenas um funcionário que estava na padaria, que ao perceber as chamas, conseguiu sair do estabelecimento sem se ferir.
Agora, a Defesa Civil e a perícia seguirá com as investigações no local. Até o momento, nossa equipe não conseguiu contactar o proprietário do restaurante.
Jonathas Quintão, morador do Centro Histórico de Paraty, chegou por volta das 5h da manhã no local, e acompanhou o trabalho dos bombeiros. Ele fez imagens ao vivo em vídeo no momento em que o fogo se alastrava pelo restaurante. O vídeo já ultrapassava 2 mil visualizações nas primeiras horas da manhã
“O clima era muito tenso. A ação dos bombeiros era para conter o mais rápido possível as chamas, para que elas não se alastrassem para outros edifícios”, conta Quintão.
  
O Jornal Casa da Gente seguirá a cobertura completa deste incidente.
Tagged: , , , ,