Entrega2Bdo2BprC3AAmio2Bde2BGrupos2BBrasil2BVocal2B2013 Inscrições para o Brasil Vocal 2014 vão até a próxima sexta-feira
idealizador do projeto Brasil Vocal, Carlos Belém, entregando o prêmio a Augusto Ordine, vencedor do prêmio de arranjo de livre escolha no ano passado (foto divulgação)
Quem quiser concorrer ao Prêmio Brasil Vocal 2014 tem até a próxima sexta-feira, dia 31 de outubro, para confirmar sua participação. Os interessados podem se inscrever gratuitamente no site do CCBB no terceiro prêmio nacional de novos grupos (http://culturabancodobrasil.com.br/portal/concurso-grupos-vocais/) e o quarto prêmio nacional de arranjo (somente originais e inéditos) para grupos vocais a capela dedicados à musica popular (http://culturabancodobrasil.com.br/portal/concurso-de-arranjo-para-grupos-vocais-cappella-brasil-vocal-ccbb-2014/). Aberto a artistas de todo o país, o Brasil Vocal 2014 encerrará a programação de comemorações dos 25 anos do CCBB Rio, nos dias 27 e 28 de dezembro.
Serão selecionados para as finais por uma comissão julgadora formada por nomes de notória capacitação até seis grupos e até oito arranjos, que serão apresentados por um grupo vocal arregimentado especialmente para a função. Em cada categoria serão três os premiados: o primeiro lugar receberá R$ 5 mil; o segundo, R$ 3 mil; e o terceiro, R$ 1 mil. A eleição dos grandes vencedores é feita por intermédio de voto do público presente e ponderação do júri nos dias das apresentações.


O projeto tem novidades este ano que certamente facilitarão a inscrição de mais concorrentes. Diferentemente das edições anteriores, em que cada candidato deveria concorrer, obrigatoriamente, com dois arranjos, sendo um de livre escolha e outro de um compositor de destaque selecionado pela curadoria, neste ano, o arranjador pode inscrever apenas um arranjo, de livre escolha. “Mas vale destacar que um mesmo arranjador pode, se for de seu interesse, participar com mais de um arranjo, sem limite, desde que cada um seja inscrito separadamente e sob pseudônimos diferentes, conforme explicado no regulamento”, explica Carlos Belém,  idealizador do projeto.
Em relação aos grupos vocais, há mais diferenças: poderão participar grupos formados até dez anos atrás e grupos que já participaram da mostra (como convidados) ou que tenham sido finalistas da edição de 2012. Além disso, os grupos participantes podem ter até dois CDs já lançados e até 10 integrantes. “Tudo isso, certamente, ampliará o acesso de grupos ao festival, e esse é nosso maior interesse”, conclui Belém.
As grandes finais serão realizadas no primeiro fim de semana de dezembro: no dia 27, haverá a apresentação dos grupos vocais selecionados, e no dia seguinte será a vez dos arranjos finalistas, com divulgação dos grupos e arranjadores premiados depois. Ainda está prevista para esta data o lançamento do álbum de partituras dos arranjos finalistas da primeira edição do concurso, em 2011, com  tiragem de 500 exemplares e distribuição gratuita.
O cantor e compositor Zé Renato, que já participou do júri do Brasil Vocal nas duas primeiras edições, e que com o Boca Livre fez shows nas duas últimas é um entusiasta do projeto: “Brasil Vocal é uma ótima oportunidade que temos para tomar conhecimento sobre  os novos desenhos propostos por  arranjadores e grupos vocais que se espalham pelo país, injetando novas cores a esse gênero. Uma parte importante da escola musical brasileira onde aprendi grandes lições”.

Tagged: ,