Ponta D’Areia, Morros do
Arroz e do Estado são os próximos locais beneficiados
   
Equipe2Bvisita2Bas2Bobras2Bno2BBeltr25C325A3o2B 2Bfoto2Bdivulga25C325A725C325A3o2BLuciana2BCarneiro Niterói inicia novas obras de contenção de encostas
Comitiva visita obras do Beltrão (fotos divulgação)
A
Prefeitura de Niterói anunciou neste mês o início da obra no Morro do Estado e
a publicação em breve do edital para contratação de uma obra de contenção no
Morro do Arroz. O bairro Ponta DAreia também será beneficiado.
As intervenções, que serão realizadas nas ruas Rua São Paulo, 121 e 122,
incluem a ancoragem e desmonte de blocos rochosos, limpeza do talude e colocação
de barreiras de proteção. O objetivo é evitar possíveis deslizamentos de terra
no local. Segundo a
Prefeitura de Niterói, este é o maior
investimento da sua história em obras de contenção de encostas. Para as obras
já executadas, as que estão em execução e, em processo licitatório, o
investimento é de R$ 150 milhões.
No Morro do Bonfim, no Fonseca, as obras de contenção estão
em fase final. Nesta região, foram colocadas cortinas atirantadas, solo
grampeado, estruturas estabilizadoras e guarda-corpo. O trabalho, que inclui a
instalação de uma escada de acesso comunitário, está sendo realizado em oito
localidades. Na Travessa Beltrão, em Santa Rosa, o trabalho também está sendo
concluído. Nesta área, diversas técnicas foram utilizadas para a contenção
da encosta, como solo grampeado, cortina atirantada, além de escadas de acesso
à comunidade.
 O secretário executivo Axel Grael destaca a importância
dessas obras para Niterói e afirma que está sendo realizado um mapeamento de
áreas de risco em toda a cidade. “Niterói vem realizando diversas obras de
contenção de encostas nos últimos anos. Já foram investidos mais de R$ 150
milhões e estamos tentando captar mais R$ 100 milhões para novas intervenções”,
diz, ressaltando que outra importante iniciativa é o trabalho realizado pelo
Grupo Executivo para o Crescimento Ordenado de Preservação de Áreas Verdes
(Gecopav), que vem intensificando as ações de combate às construção
irregulares. 
Bonfim2B 2Bfoto2Bdivulga25C325A725C325A3o2BLeonardo2BSimpl25C325ADcio Niterói inicia novas obras de contenção de encostas
Morro do Bonfim
 Na Rua Bombeiro Américo, no Caramujo, a previsão é de
que o trabalho seja concluído até março de 2018. Foram abertas duas frentes de
trabalho. Em um dos pontos, foram implantadas duas cortinas atirantadas e
guarda-corpo. No outro, a Prefeitura utilizou a técnica de ‘solo grampeado’
numa extensão de 60 metros. Está sendo criado também um platô e será concluída
a reforma das escadas de acesso. A pavimentação da via já foi concluída. O
investimento nas obras do Bomfim e do Bombeiro Américo é de cerca de R$ 15,5
milhões. Já as obras da Rua Selma, Travessa Jurandir e Rua Jerônimo Afonso, no
Caramujo, seguem em ritmo acelerado e a previsão é de que sejam entregues em
março de 2018, com um investimento de R$  5.
618.393,91.
Ao
todo, já foram realizadas mais de 50 obras de contenção com recursos captados
junto ao Governo Federal, ao BID (por meio do Projeto de Desenvolvimento Urbano
e Inclusão social de Niterói – Produis) e recursos próprios. Entre elas, pontos
na Grota do Surucucu, em São Francisco; Morro do Holofote, no Fonseca; Morro do
Palácio, no Ingá; Rua Engenheiro Guilherme Greenhalgh, em Icaraí; Rua Fagundes
Varela, entre Ingá e Icaraí; além da obra na Rua Martins Torres, em Santa Rosa,
concluída no início de março de 2017, onde uma pedra de 25 toneladas rolou em
2015 provocando a interdição de um prédio residencial e forçando moradores a
deixarem suas casas.
Monitoramento2Bda2BDefesa2BCivil2B 2Bfoto2Bdivulga25C325A725C325A3o Niterói inicia novas obras de contenção de encostas
Chuvas:
tecnologia na prevenção de desastres
O secretário da Defesa Civil Municipal, Walace Medeiros,
enfatiza que, durante todo o ano, é promovida uma política preventiva para
minimizar impactos das chuvas na cidade. “Trabalhamos sempre em interação com a
comunidade, e investimos em aprimoramento da tecnologia de informação. Contamos
também com novos sistemas de leitura dos índices de chuva, podemos trabalhar em
tempo real com essas informações”, diz. 
 
 Atualmente,
Niterói possui 30 sirenes de alerta para desastres naturais, em 25 pontos da
cidade. Em setembro de 2016, a Prefeitura de Niterói assumiu a manutenção do
sistema após o governo estadual informar que não poderia mais arcar com os
custos do serviço. Em cada comunidade onde há sirene, as rotas de fuga foram
sinalizadas para facilitar o acesso dos moradores a locais seguros.
 Em
caso de acionamento das sirenes, a Defesa Civil de Niterói conta com pontos de
apoio. Nesses pontos de apoio, cada comunidade tem seu local específico – que
pode ser uma escola, uma quadra, etc. São acionados também o SAMU e a
Assistência Social para integrar a equipe que vai receber os moradores.
 A
cidade conta, ainda, com 52 Núcleos de Defesa Civil nas Comunidades (Nudecs),
formados por voluntários que vivem nos locais onde atuam, agindo em casos de
fortes chuvas. Os grupos são formados por cerca de 20 pessoas, cada. As equipes
multiplicam os conceitos de prevenção nos locais onde residem, além de apoiarem
as ações emergenciais da Defesa Civil em caso de chuvas intensas.
A
Defesa Civil de Niterói atua também no monitoramento das condições do tempo através
de sua Seção de Meteorologia, com o uso de equipamentos como estações
meteorológicas e pluviômetros. Agentes do órgão realizam vistorias em encostas
e residências em caráter preventivo, quando alertados pelos cidadãos,
voluntários ou qualquer outro órgão da administração pública ou externo. Em
caso de emergência, os niteroienses podem ligar para a Defesa Civil pelos
telefones 199, 2717-2631 e 2620-0199.
 Um
dos novos importantes aliados da Defesa Civil é o aplicativo Alerta DCNIT, que
conta com alertas sobre previsão de chuvas fortes, ressaca, ventos e condições
do tempo para risco de fogo em vegetação. Para baixar, basta acessar sua loja
de aplicativos e selecionar o programa. Recentemente, o aplicativo Colab.re
passou a complementar o já existente sistema de SMS, que tem mais de 600
cadastrados recebendo mensagens de texto sobre tomada de atitudes preventivas e
emergenciais em casos de iminência de desastres. Quando é emitido alerta por
SMS pela Defesa Civil, notificações também são recebidas por aqueles que tem o
aplicativo.

Para
receber as mensagens de SMS, os moradores devem se cadastrar, acessando o site
da Defesa Civil de Niterói (www.defesacivil.niteroi.rj.gov.br). Para baixar o Colab.re, basta acessar
sua loja de aplicativos, inserir sua cidade e vincular sua conta do Facebook.

Tagged: , , , , ,