Publico2Blotou2Ba2BSapucai2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os incríveis números do Carnaval da Sapucaí
Público lotou a Sapucaí
(foto Luana Dias)

Com absoluta exclusividade, o “Casa da Gente” comprova que o
carnaval da Marquês de Sapucaí, considerando o maior espetáculo da Terra, além
e nota 10 em organização tem no chamado “povão” a grande plateia, pois 35% dos
ingressos foram vendidos a preços populares.

Os incríveis números do Sambódromo revelam detalhes
impressionantes, sem violência, atendimento perfeito também nas áreas de Saúde,
Cronometragem, Recepção, Entrosamento das Autoridades, tendo a LIESA – Liga
Independente das Escolas de Samba – e a Riotur como os principais realizadores.


Para os mais
diferentes setores, os cinco dias oficiais da grande festa mostram um quadro
positivo, mantendo-se o brilho, o crescimento, com atendimento, com atendimento
a cada ano mais aprimorado, lucro financeiro e principalmente de maior atrativo
turístico, sem falar na imagem do Rio de Janeiro para todo o planeta.

Números
impressionantes
Jorge2BCastanheira2Bpresidente2Bda2BLiesa2B 2Bfoto2BdivulgaC3A7C3A3o Os incríveis números do Carnaval da Sapucaí
Presidente da Liesa, Jorge
Castanheira

Levantamentos feitos por nossa equipe junto ao coordenador da
venda de ingressos, camarotes, cadeiras de pistas, frisas e lounges, Heron
Schneider, revelaram o seguinte quadro, em termos de números:

Arquibancadas populares, 26 mil pessoas distribuídas nos
setores, 1, 12 e 13, ao preço de R$10,00 por dia, onde também se aplica a meia
entrada. Arquibancadas especiais foram 25 mil dos setores 2 ao 11. Nos setores
12 e 13, mil cadeiras individuais. Duas mil frisas de seis lugares cada. Nos
chamados lounges dos super camarotes, 10 mil lugares, e 450 camarotes com
capacidade para 20 pessoas. Os turistas ocupam 2304 arquibancadas numeradas no
setor 9.

Segundo a mesma fonte, 35% dos espectadores é o chamado
“povão”, conforme mostram os números, um outro dado revelador é que até 2011, o
Sambódromo acomodava 62 mil pessoas, sendo que com as novas instalações, num
trabalho aprimorado a cada ano pela MECTUBO, empresa que adapta o Sambódromo,
ação conjunta Riotur-Liesa, esse número evoluiu, atingindo 75 mil assistentes.
Numa prova que o Carnaval se mantém, superando qualquer crise, é que 97% da
área aberta ao público foi ocupada. 70% desses lugares são oferecidos por
telefone e 30% no setor 11 da Sapucaí, em data próxima ao Carnaval. Nos cinco
dias dedicados aos desfiles da Série A, Grupo Especial, e o Desfile das Campeãs
passam ainda pela avenida do desfile 375 mil espectadores. Aproximadamente 45%
dos ingressos são distribuídos gratuitamente para as Escolas de Samba.

Heron2BSchneider2Brevela2Bos2Bnumeros2Bdo2BSambodromo2B 2Bfoto2BLuana2BDias Os incríveis números do Carnaval da Sapucaí
Heron Schneider revela os números
do Sambódromo
(foto Luana Dias)

Para 2016, quando o Carnaval irá acontecer na primeira semana
de fevereiro, os ingressos começarão a ser vendidos em setembro, ainda segundo Heron
Schneider que passou a coordenar este setor na década de 90, tendo no início da
venda 12 funcionários, aumentando para 40 no mês de dezembro, e 200 nos dias de
desfiles.

Vale registrar que ao contrário de outros eventos de grande
porte, no Sambódromo não são registradas falsificações. Com o aumento da oferta
de novas acomodações, também o número de trabalhadores cresceu. Segundo o
jornalista Paulo Faustino, coordenador do credenciamento de quem trabalhou nos
desfiles, cerca de 23 mil pessoas foram credenciadas no Carnaval 2015, fazendo
questão de ressaltar que esse trabalho é feito em conjunto com a   Riotur. Deste total, pouco mais de 3 mil são
jornalistas, representantes da imprensa brasileira e internacional, que fazem a
cobertura do Carnaval.

No cargo de presidente da Liesa, o economista Jorge
Castanheira, que também é formado em Administração é apontado como o grande
condutor do Maior Espetáculo da Terra, no Sambódromo, agindo com sobriedade,
educação e ligado em todos os incríveis números.


Escolas e
Serviços

A esses números, lembra Vicente Datolli, Assessor de Imprensa
da Liesa, junte-se o efetivo das Escolas de Samba da Série A e Grupo Especial.
Em média, cada agremiação da Série A tem dois mil componentes, somando-se 30 mil
já que desfilaram na sexta-feira e no sábado. No Especial, são em média 3 mil
componentes por escola, totalizando 36 mil, nos desfiles de domingo e segunda.
Com os policiais, militares, bombeiros, civis, médicos, judiciários,
restaurantes, buffets e lanchonetes, há um acréscimo de pelo menos mais 20 mil
pessoas. O Coronel Helio e Elmo José dos Santos, respectivamente coordenadores
de Segurança, Operação e Desfile utilizam aproximadamente mil homens.  

       

Tagged: , ,