Lindas2BmC3A1scaras2Bde2Bcarnaval2Bem2Babre alas2B 2Bfoto2BLuana2BDias2B7 Passarela do Samba
A arte, a alegria e o luxo dos desfiles das agremiações na
Marquês de Sapucaí

Mais uma vez a avenida Marquês de Sapucaí se transforma na
“Passarela do Samba” onde milhares de pessoas – entre componentes das
agremiações e público – vão transformar seus sonhos em realidade. Na sexta e
sábado, 15 agremiações da Série A vão passar pelo Sambódromo; no domingo e na
segunda, é a vez da “elite” do carnaval carioca se apresentar na avenida, no
Grupo Especial.

SÉRIE A

SEXTA,
DIA 13 DE FEVEREIRO
21h – Unidos de Bangu
Enredo:
“Imperium”
– numa
viagem que vai do Japão ao Brasil, o enredo mistura mitologia e História, e
fala sobre os diversos “impérios” em todo o mundo.
22h05 – Em Cima da Hora
Enredo:
“No coração da cidade: uma história das
mil e uma noites – o Rio das Arábias”

b
aseado no livro “As Mil e Uma Noites”, a viagem
à cultura árabe chega ao Rio de Janeiro, promovendo uma verdadeira revolução em
nossos costumes.

23h10 – Império
Serrano
Enredo:
“Poema aos Peregrinos da Fé” –
toda religião possui locais de especial
significado e a visita a estes lugares, muitas vezes é um meio legítimo de
acumular méritos espirituais. 
00h15 –
Paraíso do Tuiuti
Enredo:
“Cunhatã chama Curumim que eu vou
contar…”
– a história de Hans Staden, que
se lançou navegador, numa América sedutora terra virgem, rica e com quimera
misteriosa.

01h20 –
União do Parque Curicica
Enredo:
“Os 3 Tenores… do samba”
– a saga
de três grandes nomes do mundo do samba: Monarco, Martinho da Vila e Arlindo
Cruz, será contada no enredo construído por Paulo Menezes.
Porto2Bda2BPedra2B 2Bfoto2BHyrinea2BBorneo Passarela do Samba
Porto da Pedra
(foto Hyrinea Borneo)
02h25 –
Porto da Pedra
Enredo:
“Há uma luz que nunca se apaga…”
– o
“Tigre” de São Gonçalo
traz as energias emanadas
pela física, religião, a luz da inspiração, a luz do fim do túnel… um enredo
audacioso e moderno que promete emocionar a Sapucaí!

03h30 – Caprichosos
de Pilares
Enredo: “Na minha mão é + barato” – o troca-troca e o
comércio desde a relação entre os índios e os portugueses, passando pelo
período da escravidão negra, a república, até chegar às praias e mercados
populares do Rio. 

SÁBADO,
DIA 14 DE FEVEREIRO

21h – Alegria
de Zona Sul
Enredo: ‘Kari’Oka’ – o termo carioca é oriundo
da família lingüística tupi-guarani e significa etimologicamente “casa de
branco”, e se tornou o termo para designar os habitantes do Rio de
Janeiro. A agremiação faz uma homenagem ao jeito carioca.

22h05 – Acadêmicos
de Santa Cruz
Enredo: “Um pequeno menino se tornou um Grande
Otelo”
– a trajetória de Grande Otelo será contada na avenida. Boemia,
talento, sucesso e o reconhecimento deste artista negro de origens humildes.
23h10 – Inocentes
de Belford Roxo
Enredo: “Nelson Sargento – Samba, Inocente pé no
chão!”
– a história de vida e a obra do cantor e compositor
‘mangueirense’ Nelson Sargento, que celebra seus 90 anos com esta homenagem na
avenida.
00h15 – Unidos
de Padre Miguel
Carnaval2B 2Bfoto2BLuana2BDias2B9 Passarela do Samba
Império da Tijuca
(foto Luana Dias
Enredo: “O Cavaleiro Armorial Mandacariza o Carnaval” – o movimento Armorial – com o escritor Ariano
Suassuna sendo um dos idealizadores – é o enredo poético proposto pelo
carnavalesco Edson Pereira. A batalha das artes e a literatura de cordel
estarão presentes na apresentação.

01h20 – Império
da Tijuca
Enredo: “Império nas Águas de Oxum” – unindo
a mitologia iorubá ao culto aos orixás no Brasil, a comunidade do Morro da
Formiga conta a história de Oxum, mãe das águas.

02h25 – Renascer
de Jacarepaguá
Enredo: “Candeia! Manifesto ao povo em forma de
Arte!”
– a agremiação conta a história de vida do sambista e
compositor Candeia.



Cris2BAlves2C2Brainha2Bda2Bbateria2Bda2BAcadC3AAmicos2Bdo2BCubango2B 2BCarnaval2B20142B 2Bfoto2BLuana2BDias Passarela do Samba
A rainha Cris Alves
(foto Luana Dias)
03h30 – Acadêmicos
do Cubango
Enredo:
Cubango, a realeza africana de
Niterói –
Das origens do nome da agremiação – radicadas em Angola – aos
heróis da resistência negra brasileiros, a verde-e-branca de Niterói busca mais
uma vez a força das raízes africanas para surpreender a Sapucaí.
04h35 – Estácio
de Sá
Enredo: “De braços abertos, de janeiro a janeiro,
sorrio, sou Rio, sou Estácio de Sá” –
Fechando os desfiles da Série A,
o “Leão” canta a cidade maravilhosa.
GRUPO
ESPECIAL

DOMINGO,
15 DE FEVEREIRO

rainha2Braissa2Bmachado2B 2Bfoto2BLuana2BDias Passarela do Samba
Raissa Machado, rainha da Viradouro
(foto Luana Dias)
21h – Unidos do Viradouro
Enredo: “Nas veias do Brasil, é a Viradouro em um
dia de graça!”
– a vermelha-e-branca de Niterói abre os desfiles
do Grupo Especial com uma emocionante homenagem ao compositor e poeta Luiz
Carlos da Vila.

22h05 – Estação
Primeira de Mangueira
Enredo: “Agora, chegou a vez vou cantar: mulher de
Mangueira, mulher brasileira em primeiro lugar” –
dona
Zica, Neuma, as avós, tias e mães da comunidade de Mangueira são as grandes homenageadas
no enredo da escola.
Claudia2BLeitte2B 2Brainha2Bda2BMocidade2BIndependente2Bde2BPadre2BMiguel2B 2Bfoto2BLuana2BDias Passarela do Samba
Claudia Leitte, rainha da Mocidade
(foto Luana Dias)
23h10 – Mocidade
Independente de Padre Miguel
Enredo: “Se o mundo fosse acabar, me diz o que você
faria se só te restasse um dia?”
– o carnavalesco Paulo Barros
quer provocar mais uma vez a imaginação do público, simulando o fim dos tempos,
prometendo muitas surpresas na avenida!
00h15 – Unidos de Vila
Isabel
Enredo: “O maestro brasileiro na Terra de Noel…
Tem partitura azul e branca na nossa Vila Isabel”
– o
maestro Isaac Karabtchevsky é o grande homenageado, tendo como cicerone o
cantor e compositor Martinho da Vila, numa bela mistura entre o popular e o
erudito

01h20 – Salgueiro
Enredo: “Do fundo do quintal, saberes e sabores na
Sapucaí”
– a culinária mineira é cantada em verso e prosa pela
vermelha-e-branca.

02h25 – Grande Rio
Enredo:
A Grande Rio é do Baralho! – para
muitos o Carnaval é um jogo. Já que é assim, a Grande Rio entra na partida e,
para começar, dá as cartas.

SEGUNDA,
DIA 16 DE FEVEREIRO

21h – São Clemente
Enredo: “A incrível história do homem que só tinha
medo da Matinta Pereira, da Tocandira e da Onça Pé de Boi”
– assinado
por Rosa Magalhães, o enredo é uma homenagem ao carnavalesco Fernando Pamplona.

Portela2B 2Bfoto2BHyrinea2BBorneo Passarela do Samba
Portela (Foto Hyrinea Borneo)
22h05 – Portela
Enredo: “ImaginaRio, 450 Janeiros de uma Cidade
Surreal”
– a águia traz uma homenagem aos 450 anos da cidade do Rio de
Janeiro.
23h10 – Beija-Flor de
Nilópolis
Enredo:“Um griô conta a história: Um olhar
sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de
nossa Felicidade”
– a cultura e a história de Guiné
Equatorial.
00h15 –
União da Ilha do Governador
Enredo: “Beleza Pura” – a
beleza em todas as suas faces será cantada pela escola.
01h20 – Imperatriz Leopoldinense
Enredo: “Axé Nkenda – um ritual de liberdade – e
que voz da liberdade seja sempre a nossa voz” –
a história das etnias
africanas, sua influência na cultura brasileira, e os ensinamentos de Mandela.
02h25 – Unidos da
Tijuca

Enredo:
“Um conto marcado no tempo – O olhar suíço de
Clóvis Bornay” –
a Suíça em sua história e símbolos como o chocolate e o
relógio suíços, num enredo que é também uma homenagem a Clóvis Bornay.

Tagged: , , , , ,