Exposição fotográfica com entrada franca mostra as riquezas do país
image001 Patrimônio de Todo Brasileiro
Coração do Rio recife (foto: divulgação/ Débora 70)

O patrimônio público nacional ganha destaque com o projeto Patrimônio de Todo Brasileiro que contempla um livro, uma exposição fotográfica, um programa pedagógico-educativo com o propósito de sensibilizar a população sobre a importância e cuidado com o patrimônio territorial e imobiliário público brasileiro.Trata da riqueza dos bens públicos nacionais sob a ótica do desenvolvimento sócio-ambiental. O objetivo é contribuir para difundir o conhecimento e lançar luz sobre o patrimônio perante todos os segmentos da sociedade, inspirando a ação parceira entre os governos, empresas e sociedade na proteção e cuidado do patrimônio brasileiro.
Com patrocínio CAIXA, o livro e a exposição fotográfica, que levam o nome do projeto, são as primeiras etapas do diálogo sobre a apropriação do patrimônio que é de cada um de nós, de Todo Brasileiro. E serão lançados para convidados no dia 11 de Junho na Biblioteca Central e no hall da entrada principal do Palácio da Fazenda – Ministério da Fazenda. A exposição abrirá ao público a partir do dia 12 de junho, das 9h às 17h, com entrada franca e pode ser visitada até o dia 07 de setembro.
O livro Patrimônio de Todo Brasileiro é uma compilação do trabalho de fotógrafos, amadores e profissionais, dos quais se destacam Miguel von Behr, Jorge Macedo e Débora 70, e uma dezena de fotógrafos servidores públicos, de todas as regiões do Brasil. A tiragem será toda destinada aos apoiadores, repartições, bibliotecas e escolas públicas.
A mostra Patrimônio de Todo Brasileiro é composta por 22 painéis, com registros de mais 30 fotógrafos, documentos, fotos e plantas de próprios nacionais sobre o Brasil expostos pelo Projeto Acervo Documental da Superintendência do Patrimônio da União no Rio de Janeiro.
Como segunda etapa do projeto, durante o período de visitação, haverá atividades educativas gratuitas direcionadas a escolas do Rio de Janeiro. O programa educativo tem por objetivo a sensibilização da população, em especial estudantes, sobre a importância e cuidado com o patrimônio público. O programa acontece a partir de julho, após os recessos da Copa, e permanece com os monitores até o fim do período de exposição. 
O lançamento, a exposição e as ações contam com apoio da Superintendência de Administração do Ministério da Fazenda (SAMF-RJ), do Museu da Fazenda Federal, da Biblioteca Central do Ministério da Fazenda no Estado do Rio de Janeiro, do Projeto Acervo Documental da Superintendência do Patrimônio da União do Rio de Janeiro, da ONG Ambiental “Preserve Amazônia” e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME). O projeto seguirá no final do ano para Porto Alegre. 
Tagged: ,