Estudantes de arquitetura e
urbanismo colorem a cidade
Por
Luana Dias
erea1 Transformando o cinza em cor
Quem pára alguns minutos na calçada do Centro de Niterói
aguardando o sinal para atravessar a rua se surpreeende ao ver desenhos e
mensagens deixadas nas caixas cinzas dos semáforos. Estas intervenções são
resultado do “Manifesto Zebra”, realizado em ocasião do EREA Niterói
– Encontro Regional de Estudantes de Arquitetura, em abril de 2013, organizado
pela FeNEA, Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo.
Participam estudantes de Arquitetura e Urbanismo de todo o país, além de alunos
de outros cursos.
“A ideia de colorir os semáforos surgiu a partir de uma
oficina que propunha a apropriação de espaços e paisagens públicas a fim de
distribuir arte e cores à cidade, além de reafirmar que esses espaços não devem
ser invisíveis, nem inutilizados. Colorir as caixas de semáforos foi uma forma
que pensamos, então, de mostrar que as caixas estão ali, cinzas, sem nenhum
atrativo visual, muito menos favorável ao ambiente urbano. Pintados, chamam
atenção de pedestres, de moradores, de jornais, de todos” afirma a Comissão
Organizadora do Erea Manifesto Zebra.
erea2 Transformando o cinza em cor
Com estas obras, o grupo espera ter ajudado e inspirado
mais pessoas para o questionamento de modelo de cidade que vivemos, “propondo
novas atuações que façam desse ambiente urbano tão desigual e cinza, mais
democrático, artístico e colorido”.
É possível conhecer mais sobre o grupo na página do EREA
Niterói
https://www.facebook.com/EreaNiteroi2013 e
no perfil José Listrado https://www.facebook.com/jose.listrado que é o símbolo do
Manifesto Zebra, ou ainda através do e-mail [email protected] .

Tagged: , , , , ,