Loren Almeida está entre as selecionadas para um programa de formação nos
Estados Unidos
Loren2B 2Bfotos2Bacervo2Bpessoal2B252822529 Tudo pelo Social
Por Luana Dias
A Relações
Públicas Loren Almeida, de 34 anos, gestora de projetos Sociais na ONG
brasileira CIEDS acaba de passar num seleto concurso que escolheu 60 pessoas em
toda a América Latina que trabalham no Terceiro Setor. Nascida em São Gonçalo,
mas moradora de Niterói desde 1 ano de idade, Loren foi selecionada para o
Community Solutions Program, um programa de formação profissional que acontece
em território americano por quatro meses, patrocinado pelo Departamento de
Estado Americano e organizado pela instituição não governamental IREX.
            O alvo desta formação são profissionais
de 25 a 38 anos que atuam ativamente na sociedade civil de suas comunidades e países,
com intuito de resolver  questões sociais
nas áreas de tolerância, resolução de conflitos; transparência e governança; mulheres
e questões de gênero, além de questões ambientais. O processo de seleção
incluiu três etapas: um questionário bem detalhado sobre o histórico
profissional, motivações e a elaboração preliminar de um projeto a ser aplicado
no seu país de origem; uma entrevista em inglês sobre suas habilidades em
liderança; e um exame de proficiência em inglês (TOEFL).
            “Assim que cheguei aqui nos
EUA, soube que eles tiveram mais de mil e quinhentos candidatos de todo o
mundo, para o preenchimento de 60 vagas. Eu mais um outro rapaz de Brasília
fomos os primeiros brasileiros a sermos selecionados, agora em 2015, em cinco
anos de existência deste Programa” explica Loren.
           
Loren2B 2Bfotos2Bacervo2Bpessoal2B252812529 Tudo pelo Social

Durante os quatro meses de formação,
Loren irá realizar um estágio em uma instituição não governamental americana
relacionada à área e às habilidades para implementar seu projeto ao voltar para
o Brasil. Além disso, a ideia é também promover uma troca de experiências entre
líderes ao redor do mundo.

“Há
muitos momentos de trabalhos em grupo com outros líderes, bem como palestras e
pequenas reuniões com profissionais americanos de áreas afins às que vamos
trabalhar. Essa convivência com outros líderes de 30 países, vivendo e lidando
com situações semelhantes às que lidamos aqui, é incrível”, conta
entusiasmada.
O
interesse de Loren em conviver com outras culturas começou aos quinze anos de
idade, quando sua professora de inglês Vania Vieira a convenceu em comemorar seu
aniversário estudando inglês na Inglaterra. Com 20 anos, ela se candidatou a
uma vaga de trabalho nos parques da Disney, em Orlando. Ela foi selecionada,
mas a viagem acabou postergada em um ano por conta do episódio de 11 de
Setembro. Entre 2008 e 2009, Loren foi estudar alemão por um ano em Berlim.
            Com uma Pós Graduação em Gestão de
Negócios pelo IBMEC, e em fase de conclusão de outra Pós na Faculdade de
Economia da UFRJ em Responsabilidade Social, ela está segura sobre sua vocação
para o trabalho no Terceiro Setor.
 “Quero
muito somar minha voz e ver o Brasil se desenvolver. É muito louco imaginar que
uma das dez maiores economias do mundo deixa de oferecer educação de qualidade,
saúde e saneamento básico para todos. Temos tudo para ser um país mais
equânime, mas parece que, como sociedade, desistimos de lutar coletivamente.
Acho o Brasil um país maravilhoso e estamos avançando, apesar de as
pessoas não se darem conta. Quero ser mais uma a acelerar o processo. Quero ser
feliz. Quero fazer outros felizes. Quero disseminar felicidade, de forma que
mais pessoas possam ter suas necessidades físicas e sociais satisfeitas”
finaliza.

Tagged: , , , , , ,