Parques, picos e trilhas são
atrações naturais
pedradaMacela DESTINOS - Cunha - Um encontro com a natureza
Pico da Macela: acesso ao ponto mais alto da região é por trila em Cunha
(Foto: divulgação)
As
montanhas, o clima temperado e seco e mananciais em abundância fizeram o
município de Cunha se tornar “Estância Climática” em 1948, após um decreto do
Estado de São Paulo. A oficialização veio atrair mais visitantes e confirmar a
beleza e a vocação para o ecoturismo deste lugar, que tem como destaques o
Parque Estadual da Serra do Mar e o Pico da Macela.   
A 1850 metros de altitude, o Pico da Macela é o
ponto mais alto da região, e fica na realidade em Paraty, mas o seu acesso
principal é por Cunha. Nos dias de sol e céu azul, é possível ter uma bela
vista panorâmica, com o litoral fluminense de um lado e a Serra da Mantiqueira
de outro. Para chegar até lá, é necessário ir pela rodovia Cunha-Paraty, até
chegar ao km 65
e em seguida seguir por mais 5km de estrada de chão. A trilha a pé tem 2km de
caminhada íngreme.
         Com uma área de mais de 300 mil
hectares, o Parque Estadual da Serra do Mar estende-se desde o município de
Cunha até Pedro de Toledo, a sudeste do estado de São Paulo. Os visitantes
podem explorar as belezas do núcleo Cunha por meio de trilhas, que atravessam
áreas remanescentes da Mata Atlântica e contemplam árvores de grande porte como
cedro, ipê e peroba maçaranduba. Flores como bromélias e orquídeas e animais
como capivaras, saguis, antas e quatis também integram a paisagem.
Conheça
algumas trilhas do Parque Estadual da Serra do Mar
Trilha
do Rio Paraibuna
A trilha do Rio Paraibuna, de baixa dificuldade,
não precisa de guia e possui 1,7 quilômetros de extensão. Permanentemente
aberta à visitação, passa por três cachoeiras e poços para banho.

Trilha do Rio Bonito
Com 7,7 quilômetros, a
trilha do Rio Bonito possui dificuldade alta. O percurso, quase todo em área de
floresta secundária, exige que o passeio seja acompanhado por um guia do parque.
Trilha
das Cachoeiras
Também guiada e de dificuldade mediana, é a
mais longa, com 14,5
quilômetros
– por isso, metade do caminho pode ser
percorrido em veículo
próprio. Em
média, leva-se cerca de 3h30 (ida e volta) para
concluir esta trilha.

Guias e serviços

O Parque está aberto diariamente
à visitação pública, entre 8h e 17h. Além das trilhas e cachoeiras, o parque
oferece outras áreas de lazer e contemplação, centro de visitantes e
apresentação audiovisual da Unidade de Conservação. Guias fazem plantão aos
sábados, domingos e feriados e lideram grupos com saídas às 9h e 11h da manhã.
Durante a semana é necessário agendar o horário, já que apenas a trilha do Rio
Paraibuna permanece aberta. O telefone é (12) 3111-1818. Mais informações no
site da Prefeitura: www.cunha.sp.gov.br.

Tagged: , , , , , ,