FOTO DIVULGACAO CHN Detran define novas regras e prazos para regularização de documentos
Foto divulgação

O Detran.RJ definiu novas regras e prazos para regularização de documentos de habilitação e veículos. As medidas foram tomadas com base na resolução 805/20 editada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e alteram as regras definidas em março, no início da pandemia do COVID-19, tomadas para evitar aglomerações no departamento de trânsito.

 Dentre as mudanças anunciadas, está também a definição de uma nova data para o licenciamento anual, que agora pode ser feito até 31 de dezembro próximo, e para a Transferência de Propriedade, que terá calendário próprio no Rio de Janeiro.

Confira as principais alterações:

  • Os documentos de Habilitação (CNH, PPD e ACC) vencidos no ano de 2020 ganharam mais um ano de validade. Portanto, para fins de fiscalização, qualquer documento de habilitação vencido em 2020 será aceito até a mesma data correspondente em 2021. Por exemplo, os documentos vencidos em 19 de fevereiro de 2020 terão a validade prorrogada até 19 de fevereiro de 2021 e assim sucessivamente. O mesmo acontece com a renovação do documento vencido. Quem teve vencimento de 1º de janeiro de 2020 poderá renovar até 1º de janeiro de 2021.
  • No Rio, o prazo de licenciamento foi estendido e poderá ser feito até 31 de dezembro. Importante frisar que o licenciamento anual pode ser feito digitalmente pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito. Ou seja: o documento digital é válido.
  • Os veículos novos comprados entre 19 de fevereiro e 30 de novembro deverão ser registrados e licenciados até 31 de janeiro de 2021.
  • As transferências de propriedade de veículos para vendas que aconteceram entre 19 de fevereiro e 30 de novembro terão cronograma específicos criado pelo Detran.RJ. O objetivo é evitar a aglomeração nos postos
  • As comunicações das vendas de veículos ocorridas a partir de 19 de deverão ser realizadas até 30 de dezembro de 2020. A partir desta data voltará a valer a legislação do CTB.
  • Os prazos para defesa e recurso de multas e de cassação e suspensão de habilitações por infrações que sejam cometidas a partir do próximo dia 1º de dezembro, voltam a seguir os prazos normais da legislação brasileira.